A importância do hábito da leitura na universidade: fotografia de uma mulher lendo um livro.

Entenda a importância do hábito da leitura na universidade

Que a leitura é uma prática fundamental para a construção do conhecimento não é nenhuma novidade. Porém, ainda assim, os índices que dizem respeito à leitura no Brasil ainda são muito baixos, afetando, inclusive, o desempenho dos estudantes durante a vida acadêmica e profissional.

Mas como professores e gestores de Instituições de Ensino Superior (IES) podem ajudar no crescimento desses números? Hoje, vamos falar sobre a importância do hábito da leitura na universidade e como ele pode ser incentivado pela própria instituição. Vamos lá?

A Leitura no Brasil

Antes de falarmos sobre a importância do hábito da leitura na universidade, vamos compartilhar alguns números importantes para entender a realidade do nosso país.

Infelizmente, o Brasil não apresenta bons números quando o assunto é leitura. E esse problema tem raiz nas taxas de alfabetização. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada em 2019, mostra que o número de analfabetos no país é de 11 milhões. 

Por outro lado, segundo dados da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, o país perdeu 4,6 milhões de leitores nos últimos 4 anos. Em 2015 a porcentagem era de 56%, já em 2019 a taxa caiu para 52%. 

A mesma pesquisa aponta que a maior queda de percentual de leitores ocorreu entre pessoas com ensino superior, que foi de 82% em 2015 para 68% em 2019.

Além disso, o estudo mostra que o brasileiro lê, em média, 5 livros por ano, aproximadamente 2,5 livros lidos inteiros e 2,4 com leitura incompleta.

Cada um desses dados nos mostra que o Brasil não é um país de leitores assíduos e que os números estão piorando ao longo do tempo. Mas, como profissionais de educação, sabemos que precisamos mudar essa realidade, certo? E as IES têm um papel fundamental para que isso aconteça. Entenda a seguir!

Leia também: tudo o que você precisa saber sobre biblioteca digital

A importância do hábito da leitura na universidade

Os números nos mostram que o Brasil tem perdido leitores com o passar do tempo. Mas, afinal, por que esse hábito é tão importante, principalmente para estudantes de ensino superior?

Separamos alguns pontos que mostram a importância do hábito da leitura na universidade e por que a sua IES deve incentivá-lo entre os estudantes. Confira!

1. Trabalha a memória

Quando se cria o hábito da leitura, a pessoa exercita a mente em vários aspectos e desenvolve mais habilidade para foco e concentração. Isso faz com que a memória seja trabalhada e aguçada ao longo do tempo.

2. Desenvolve o raciocínio

Além da memória, a capacidade de raciocínio também melhora bastante quando o hábito de leitura é criado. Quando lemos, o lado esquerdo do cérebro se exercita bastante e é ele que é responsável por nossa capacidade analítica.

3. Amplia o vocabulário

A pessoa que lê com frequência acaba conhecendo muitas palavras. Assim, com o passar do tempo ela vai ampliando o seu vocabulário, tornando-o cada vez mais rico. Isso facilita e organiza a fala e a escrita.

4. Melhora a escrita

Como mostramos no tópico anterior, com o hábito da leitura o vocabulário é ampliado e isso impacta diretamente na escrita. A pessoa consegue produzir textos ricos de forma mais rápida, criativa e inteligente.

5. Desenvolve a argumentação

O último benefício da criação do hábito da leitura é o da argumentação. Com todos os pontos que citamos anteriormente, um bom leitor conseguirá melhorar sua capacidade de discurso, pois terá uma visão de mundo mais crítica, um bom vocabulário e conhecimentos diversos vindos de suas leituras.

Leia também: por que contar com uma biblioteca universitária online na IES?

O papel da universidade no incentivo à leitura

O principal papel da universidade no incentivo à leitura é ser uma facilitadora para os estudantes no acesso às obras. Ou seja, gestores e professores precisam viabilizar o acesso a livros, revistas, jornais, artigos para que o estudante tenha possibilidades e possa selecionar leituras que vão além do que é exigido no currículo de cada curso.

Além disso, a instituição precisa estimular os estudantes para que a leitura seja realizada de fato. Isso pode ser feito não apenas por meio da exigência de leituras obrigatórias, mas também com a indicação de textos, artigos e livros durante todo o curso. Com certeza, esse tipo de prática ajudará na formação do hábito.

Porém, não podemos deixar de lado a importância da tecnologia! As gerações mais novas possuem vínculos cada vez menores com o papel. A utilização das telas, por sua vez, já faz parte da rotina. Além disso, a tecnologia proporciona inúmeras outras facilidades que auxiliam o aluno a ler as mais diversas obras, nos mais diversos lugares.

Por isso, ter acesso a obras digitais por meio de dispositivos como celular, tablet e computador pode fazer toda a diferença quando o objetivo é incentivar a leitura! Além de facilitar o acesso aos livros, esse tipo de ferramenta possibilita maior diversidade para o estudante.

Agora que você já entendeu a importância do hábito da leitura na universidade e conhece o papel de gestores educacionais e professores para que os estudantes leiam mais, aproveite para conferir o nosso artigo sobre como incentivar a leitura, com dicas fundamentais para você aplicar dentro e fora de sala de aula e bibliotecas.

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *