Avaliação no ensino a distância: possibilidades e desafios - fotografia de uma estudante fazendo aulas online

Saiba como fazer avaliação no ensino a distância, possibilidades e desafios

O Ensino Superior a Distância apresenta-se como uma modalidade de ensino cada vez mais comum. 

De acordo com o censo realizado em 2018 pela Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), o número de alunos contabilizados em todas as modalidades de Educação a Distância (EaD) passou de 7.773.828 para 9.374.647 e apresenta crescimento exponencial após o advento do cenário de pandemia provocado pelo coronavírus. 

Essa modalidade de ensino carrega consigo alguns desafios devido à distância entre aluno e professor, o que pode dificultar aspectos como a avaliação da metodologia proposta e do aprendizado do educando. 

Entretanto, as possibilidades dispostas são inúmeras, haja vista que o ensino a distância pode fazer com que as aulas se tornem mais objetivas e de mais fácil acesso, principalmente aos alunos que possuem dificuldades, financeiras e práticas, de dar seguimento ao curso pelo ensino presencial. 

Pensando nisso, torna-se indispensável debater sobre a avaliação no ensino à distância, possibilidades e desafios, e sobre como promover o melhor método para o corpo discente e docente. 

Como fazer a avaliação no ensino a distância: possibilidades e desafios

O modelo tradicional de avaliação, pautado em medir erros e acertos, precisa ser questionado. Atualmente, já é possível aplicar avaliações que apurem efetivamente o envolvimento do aluno com a disciplina e a efetividade da metodologia de ensino. 

Para tanto, os recursos tecnológicos mostram-se como ferramenta útil para mensurar o aprendizado e conectar o discente com a disciplina ministrada. 

O uso de ferramentas, como plataformas de vídeos, podcasts e de mensagens, torna o acesso ao ensino mais prático e atrativo. 

Dessa forma, a avaliação no Ensino a Distância deve priorizar o uso da tecnologia como principal aliada, considerando alguns pontos importantes como os levantados a seguir: 

Examine a disponibilidade e escolha as ferramentas mais relevantes.

A instituição de Ensino, ao optar pelas ferramentas a serem usadas, deve levar em consideração o acesso do corpo discente a serviços de internet e a equipamentos adequados. Garanta a inclusão dos programas de educação a distância

Aplicativos que possibilitem a leitura de textos e empréstimos de materiais podem ser a solução para garantir a acessibilidade. Proteja a privacidade e a segurança dos dados

É preciso se atentar à proteção de dados nas plataformas escolhidas para as avaliações e à privacidade de cada aluno. Planeje o cronograma de estudos e de avaliações do ensino a distância.

O docente deve apresentar com antecedência o programa previsto para o semestre. Para isso, é importante se planejar, definindo previamente quais serão as avaliações escolhidas. 

Muitos métodos avaliativos não funcionam por serem apresentados apenas uma única vez, ao final de um semestre. Devido a isso, é necessário distribuir as avaliações ao longo do período letivo, para que se comprove de forma eficiente o aprendizado. 

Leia também: tudo o que você precisa saber sobre a carga horária de curso EaD no ensino superior

Quais métodos utilizar: conheça os 3 principais

Considerando os tópicos apresentados, sugerimos a seguir os 3 principais métodos de avaliação ideais para o ensino a distância: 

1. Avaliação Escrita – Artigos Acadêmicos

Nesse método, o docente avalia a capacidade de escrita e de assimilação do conteúdo pelo aluno. Devem ser considerados os objetivos propostos, a coerência entre os tópicos sugeridos e metodologia de pesquisa. 

2. Produção de Conteúdo – Vídeos, podcasts, e apresentações com recursos visuais 

O segundo método sugerido avalia a capacidade de transformar o conhecimento adquirido pelo aluno em trabalhos criativos, que promovam o envolvimento do discente com a disciplina e com as ferramentas tecnológicas indicadas. 

A avaliação deve considerar o empenho do aluno para a execução da atividade e a capacidade de transmitir o conteúdo.

3.  Fóruns de debate em ambiente online

Por fim, é necessário ressaltar a importância de fóruns de discussões no ambiente online, pois, além de aferir a assimilação da temática proposta com a disciplina, eles servem para reforçar o senso de comunidade entre o corpo discente, humanizando a relação aluno-professor e promovendo a interação entre os alunos. 

Como a avaliação dos métodos sugeridos deve ser feita? 

A avaliação das atividades propostas deve se dar de forma a ultrapassar a ideia de atribuir notas. Ela precisa ser justificada, com detalhamento de cada ponto de erro do aluno, ajudando-o a humanizar o relacionamento com o professor e com a Instituição de Ensino e, consequentemente, a se envolver mais diretamente com a disciplina. 

O feedback trazido pelo docente deve detalhar os pontos positivos e negativos. Os “acertos” precisam ser enfatizados, para que o aluno se sinta encorajado a se aperfeiçoar. Já os “erros”, precisam se apresentar de forma detalhada e abrandada, com sugestões de como aprimorar a produção. 

O docente deve, ainda, considerar:

  • o envolvimento do aluno com a tarefa dada;
  • as habilidades individuais de cada aluno acerca do uso de ferramentas tecnológicas;
  • se o método escolhido é inclusivo para todos;
  • o perfil da turma a que se pretende avaliar. 

Leia também:saiba quais são os cursos a distância reconhecidos pelo MEC

Quais são os principais instrumentos para avaliação na EaD?

Podem ser utilizadas plataformas virtuais, como:

  • YouTube para a hospedagem dos vídeos produzidos pelos alunos; 
  • para os podcasts, há inúmeros aplicativos que possibilitam a criação de arquivos de áudios e o acesso destes no ambiente virtual, alguns exemplos são as plataformas Anchor e Adobe Audition; 
  • quanto às reuniões online para apresentações dos fóruns de debate, podem ser utilizadas ferramentas como Microsoft Teams e Google Meets, sendo que o primeiro já possui configurações específicas para a Educação a Distância, com meios para criação de turmas, possibilidade de mensagens diretas com o docente e entre os discentes, pasta para arquivos compartilhados, entre outros.  

Nessa perspectiva, é importante que o docente especifique os objetivos e critérios de avaliação aos alunos. É necessário que todas as informações estejam em locais visíveis e de fácil acesso. 

Os discentes precisam saber como e por quais critérios serão avaliados. Quanto mais detalhadas forem as informações sobre a avaliação, maiores serão as chances de se obter sucesso durante o processo. 

Do mesmo modo, ao final do processo, é imprescindível fomentar métodos para avaliação das disciplinas ministradas e dos professores, considerando-se que o feedback do aluno é de grande importância para promover melhorias e adequações nos métodos utilizados. 

Para tanto, as Instituições de Ensino devem disponibilizar dispositivos como questionários ou formulários munidos de perguntas acerca da apreciação do modelo pedagógico apresentados com intuito de aproximar, ainda mais, as necessidades individuais dos discentes e o aprendizado a distância. 

Esperamos ter te ajudado a entender melhor sobre a avaliação no ensino a distância, possibilidades e desafios. Já que está se aprofundando nesse assunto, aproveite para conferir, também, o nosso artigo com as principais informações sobre o ensino superior a distância no Brasil!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *