Conheça o funcionamento da biblioteca universitária!

Você conhece os segredos por trás da gestão de uma biblioteca universitária? Clique aqui e confira!

As Bibliotecas Universitárias são essenciais para as instituições de educação superior (IES), uma vez que promovem o espaço necessário para a realização de pesquisas. É através dela que alunos podem explorar os mais diversos temas de interesse e construir ativamente o seu conhecimento — assim viabilizamos também as metodologias ativas.

No entanto, a implementação de uma Biblioteca Universitária nas IES atravessa diversas questões organizacionais e de gestão. Com o avanço das tecnologias, esse espaço sofreu mudanças e, por isso, é necessário saber como construí-lo.

Neste texto, apresentaremos as principais informações sobre a Biblioteca Universitária, e contaremos quais desafios e tendências podem ser esperados ao longo deste ano. 

Como funciona a Biblioteca Universitária?

De modo geral, a Biblioteca Universitária é um espaço criado para o estudo e a pesquisa dos alunos de uma IES. Ele permite a consulta e o empréstimo de livros e materiais que podem auxiliar o corpo estudantil durante a sua trajetória acadêmica.

Para utilizá-lo, é comum que seja feito um cadastro dos alunos. Nele, indica-se uma forma de identificação e os livros que o aluno está tomando emprestado, bem como a data de devolução. Em algumas bibliotecas, é normal que seja cobrada uma multa em casos de atraso ou de danificação do livro.

Mas o funcionamento da Biblioteca Universitária não para por aí. Para chegar aos alunos, os livros precisam ser selecionados, comprados e catalogados. Além disso, eles também precisam ser inspecionados e conservados, para garantir que sua integridade não seja comprometida.

Assim, uma Biblioteca Universitária demanda o trabalho constante de uma equipe de profissionais capacitados. Por fim, é o resultado de uma parceria entre professores, alunos e demais funcionários administrativos, que devem contribuir para que cada etapa dos seus processos seja executada corretamente.

Qual é a importância da Biblioteca Universitária?

A Biblioteca Universitária é o principal espaço das instituições de educação superior voltado para o ensino e a pesquisa. Assim, ela desempenha um papel central para a formação do corpo estudantil do IES. 

Abaixo, separamos os principais motivos pelos quais a Biblioteca Universitária é importante.

1. Promove um ambiente ideal para o estudo

Para os estudantes que se interessam por temas específicos de pesquisa, a Biblioteca Universitária pode ser um espaço para ampliar conhecimentos. Ela também contribui para a autonomia dos estudantes do IES, que podem pesquisar diferentes assuntos, conforme seu próprio ritmo e curiosidade.

O espaço da Biblioteca Universitária também pode ser utilizado para a realização de tarefas em grupo, como na aprendizagem baseada em equipes. Por ser um ambiente de fácil acesso para todos os alunos, torna-se um espaço central para reuniões acadêmicas.

Por fim, as bibliotecas costumam ser conhecidas por serem extremamente silenciosas. Assim, a concentração dos estudantes não é interrompida, o que promove um estudo mais aprofundado e sem distrações.

2. Reúne diferentes informações

O acervo de uma Biblioteca Universitária deve ser vasto, para que sejam contemplados os diferentes cursos e interesses dos alunos do IES. Por isso, elas são um ótimo espaço para a reunião de diferentes informações.

A Biblioteca Universitária de um IES que tenha o curso de Direito, por exemplo, deve conter em seu acervo materiais sobre as diversas ramificações da área, das mais antigas até as mais atuais. Isso significa que ela conterá centenas de livros, todos prontos para ser consultados pelos alunos.

Nesse sentido, a Biblioteca Universitária se torna também um espaço que favorece a produção acadêmica. Afinal, os estudantes podem ter acesso a muitos materiais, construindo conhecimento de forma constante e bem embasada em dados científicos.

É importante, também, que se mantenha um acervo atualizado nas bibliotecas universitárias.

3. Favorece a inclusão alunos de diversas realidades socioeconômicas

Por estar em um ambiente comum a todos os alunos, a Biblioteca Universitária também possibilita a inclusão de alunos de diversas realidades socioeconômicas. Podemos falar, portanto, em ampla acessibilidade em bibliotecas universitárias.

Pense, por exemplo, em alunos que moram em cidades menores, onde o acesso a materiais específicos pode ser mais escasso. Ou então alunos com dificuldades de locomoção. Ou mesmo alunos que não teriam condições financeiras de se deslocar para diversos lugares para realizar suas pesquisas.

A Biblioteca Universitária permite que eles encontrem esses conteúdos de maneira fácil e rápida, no mesmo ambiente que já frequentam todos os dias. Assim, ela permite que todos os alunos do IES tenham acesso a informações de qualidade, e promove portanto a democratização do ensino.

4. Estimula a criação de encontros culturais

Uma Biblioteca Universitária também pode ser usada para fins que nada tem a ver com o estudo e a leitura. Por ser um espaço democrático e dinâmico, ela pode ser transformada em um ambiente pensado para exposições, debates e outros eventos acadêmicos e culturais.

Nesse sentido, a Biblioteca Universitária funciona também como um espaço de lazer e cultura, tornando a própria IES um ambiente de promoção desses benefícios.

Pode ser usada, portanto, como um lugar de encontro para pessoas com diferentes interesses, para a construção de debates acadêmicos e para o compartilhamento de eventos artísticos.

5. Estimula a leitura na universidade

Já sabemos que o hábito de leitura deve ser estimulado em todos os indivíduos. No entanto, é ainda mais importante estimular a leitura na universidade. Afinal, ela contribui para uma melhora da memória, do raciocínio, da escrita e da argumentação.

A Biblioteca Universitária é o ambiente perfeito para isso, uma vez que possibilita o contato com diversos livros, de diferentes gêneros e objetivos. Como nem todo material acadêmico é necessariamente teórico, os alunos da IES podem ter contato com diversos livros literários.

O ambiente criado pela Biblioteca Universitária também favorece a leitura de livros por mais tempo, graças ao silêncio e à grande disponibilidade de assentos.

Ebook Leitura na era digital: clique aqui para baixar!

Quais são os desafios de ter uma Biblioteca Universitária?

É verdade que a Biblioteca Universitária oferece uma série de benefícios para as IES, além de ser um espaço importante para a construção do conhecimento. No entanto, nem tudo são flores.

Para ter uma Biblioteca Universitária no seu IES, é necessário enfrentar alguns desafios. O maior deles é, em geral, o de gestão: um espaço como esse requer muitos profissionais capacitados e atentos aos detalhes, sobretudo quando a instituição de educação tem diversos cursos.

Abaixo, separamos os principais desafios de ter uma Biblioteca Universitária. Confira!

1. Construir um acervo completo e atualizado

Imagine um Instituto de Ensino Superior que possua cinco cursos diferentes. Cada um deles tem a sua própria grade de matérias, e cada matéria tem a sua bibliografia específica. Considerando que essa bibliografia conta com livros obrigatórios e materiais extras, já imaginou quantos livros esse acervo precisaria ter?

Manter um acervo que atenda a professores e alunos não é tarefa fácil. Especialmente se levarmos em consideração que a educação está em constante transformação, e que novos conteúdos são produzidos com frequência. Depois de alguns anos, informações se tornam obsoletas e ultrapassadas — em alguns casos, passam até a ser incorretas.

Por isso, a construção de um acervo atualizado não é um trabalho simples. E, mesmo depois de criado, ainda é preciso catalogar todos os livros, de acordo com suas especificidades.

Assim, é preciso que haja uma equipe de profissionais atenta a edições importantes, e que os professores também participem desse processo, ajudando a selecionar livros que poderão ser úteis para os alunos. 

2. Administrar empréstimos e devoluções de livros

Todos os dias, alunos da IES podem pegar ou devolver livros em uma Biblioteca Universitária. Como é comum que não haja muitos exemplares do mesmo material, e como o acesso deve ser permitido a todos, é necessário manter um controle sobre o que entra e o que sai.

No entanto, esse trabalho de administração não é simples. Mesmo hoje, com computadores que ajudam na elaboração de planilhas e softwares de controle, ainda é necessário estar atento a fichas, datas, nomes etc., garantindo que todos os materiais estão voltando para as prateleiras.

Afinal, cada livro comprado representa um custo para o IES. Desse modo, é necessário contar com uma equipe de bibliotecários bastante organizada, e com um sistema de controle moderno.

3. Manter a integridade física dos materiais

Quando falamos de muitas pessoas tendo acesso aos mesmos materiais, é de se esperar que, em algum momento, aconteçam acidentes. Nas Bibliotecas Universitárias, não é raro encontrar exemplares manchados, rasgados, sublinhados e etc. 

Ainda que a falta de cuidado de alguns estudantes com os livros seja punida ou desaprovada, manter esse controle não é uma tarefa simples. Além disso, é preciso levar em consideração que alguns alunos sentem mais facilidade em aprender com um lápis na mão.

No entanto, os desgastes causados por esses estudantes não é o único ao qual os livros e exemplares da biblioteca estão expostos. O tempo, as condições de armazenamento desses objetos e mesmo os anos de publicação também prejudicam a qualidade das folhas, causando rasgos, manchas e um cheiro desagradável.

Assim, um desafio muito comum nas Bibliotecas Universitárias é encontrar uma maneira de manter os materiais intactos — ou o mais protegidos possível. Para isso, não basta ter uma equipe de bibliotecários atenta. É preciso também investir em um ambiente bem refrigerado, na limpeza constante dos materiais e em exemplares novos.

Como otimizar a gestão de uma Biblioteca Universitária?

Os processos de gestão de uma Biblioteca Universitária podem ser bastante difíceis. Isso porque esses ambientes são acessados por muitas pessoas, a todo momento, o que exige uma equipe de profissionais ampla e bem capacitada.

Para cuidar de todos esses detalhes, é essencial que a IES conte com soluções modernas e inteligentes, além de bibliotecários preparados. Assim, algumas dicas são:

    • Investir em sistemas de comunicação e organização automatizados, aumentando a eficiência de tarefas do dia a dia;
    • Manter o diálogo com professores e alunos, identificando pontos de melhoria tanto na estrutura da biblioteca, quanto em seu acervo;
    • Investir na capacitação da equipe e na educação dos profissionais, para que eles possam navegar pela Biblioteca Universitária e auxiliar alunos e professores;
    • Contar com uma biblioteca digital, que otimiza a gestão em vários aspectos diferentes!

Gostou deste conteúdo sobre a biblioteca universitária? Confira também nosso artigo sobre a biblioteca digital de direito!

Você também pode gostar

Curso de Direito EaD?
A Saraiva Educação preparou várias trilhas de aprendizado explicar como implementar na sua IES.

Artigos em destaque

Inscreva-se em nossa newsletter e receba nossos conteúdos em primeira mão!

Deseja manter-se sempre atualizado? Receba quinzenalmente uma seleção de materiais sobre a educação superior — é só informar seu melhor endereço de e-mail!