Como funciona o Enade: fotografia de uma sala com estudantes fazendo uma prova.

Como funciona o Enade? O que a minha IES é obrigada a fazer e quais são os impactos?

Você tem conhecimento sobre como funciona o Enade e como ele impacta a sua Instituição de Ensino Superior (IES)? Realizado anualmente, o Enade surgiu como um medidor de qualidade oficial do governo, mas seu alcance vai muito além disso

Por estabelecer um parâmetro comparativo entre os cursos superiores de todo o território brasileiro, seus resultados acabam influenciando diretamente os rankings das melhores faculdades do país. Por consequência, há um impacto na escolha dos alunos sobre qual IES ingressar e na atenção do mercado de trabalho sobre os egressos.

Não está convencido da importância da avaliação? Todos os anos, quando o resultado é publicado, comumente o ranking das melhores e piores colocações ocupa a manchete dos principais portais de notícias do país, o que acaba configurando grande relevância no mercado educacional nacional e potencializa reconhecimentos internacionais. 

Vale lembrar também que, como atua como um medidor de qualidade do governo, as instituições que não atendem às expectativas do Enade estão sujeitas a receberem sanções e a serem impedidas na abertura de novos cursos ou mesmo novos processos seletivos.

Por tudo isso, não subestime a avaliação. Você sabia que a prova é obrigatória e a responsabilidade de inscrever o aluno é da IES? Você sabe como funciona o Enade? Como o resultado é calculado? A importância de ter uma equipe engajada? Hoje, vamos passar por esses tópicos e dar um panorama geral sobre como preparar os alunos e como funciona o Enade.

Quem faz a prova?

O Enade é obrigatório para todos os alunos ingressos e egressos dos cursos avaliados naquele ano. Comumente, os ingressos são dispensados da realização da prova, mas não da inscrição.

Os cursos são divididos em três ciclos avaliativos de modo que cada um nunca fique mais de três anos sem ser avaliado. 

Leia também: o que mudou no Enade?

Como funciona a inscrição do Enade?

A responsabilidade da inscrição é inteiramente da IES. A instituição tem, obrigatoriamente, que inscrever todos os alunos ingressos (para estatísticas de controle) e egressos dos cursos avaliados naquele ano. A confirmação da lista de cursos avaliados bem como as datas de inscrição e cada etapa do processo devem ser conferidas no edital do Exame.

Vale lembrar que a não inscrição ou não realização da prova deixa tanto o aluno que não recebe o diploma como a instituição sujeitos a sanções.

Como é o Exame é composto?

O Enade é composto por 4 instrumentos básicos: 

  • a prova;
  • o Questionário do Estudante;
  • o Questionário de Percepção de Prova;
  • o Questionário do Coordenador de Curso. 

Todos eles são observados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e pelo Ministério da Educação (MEC) para avaliação, mas a nota para o ranking é calculada a partir da prova.

A prova

Composta por 40 questões, a avaliação é dividida em duas partes sendo: 

  • 25% de formação geral (dez questões, das quais 2 são discursivas e 8 de múltipla escolha) ;
  • 75% de conhecimentos específicos da área (30 questões, sendo 3 discursivas e 27 de múltipla escolha), envolvendo situações-problema e estudos de casos.

Como é calculado o resultado?

O resultado que vai parar nos rankings é a nota do Conceito Enade. No entanto, esse é apenas um dos indicadores calculados a partir da avaliação. Ele se tornou o mais famoso pois é o que estabelece um conceito comparativo entre todas as IES participantes.

A saber, os outros três indicadores calculados pelo MEC são: Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD), Conceito Preliminar de Curso (CPC) e Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC).

Conceito Enade

O Conceito Enade estipula uma nota comparativa a cada curso por instituição. Para se chegar a um resultado final, é calculada uma média entre os resultados individuais de cada aluno daquele curso da IES e o número de estudantes participantes do mesmo curso daquela instituição.

Depois, essas médias são padronizadas considerando o desempenho médio nacional e o desvio padrão.

Assim, são estabelecidos 5 conceitos: 3 é considerado um rendimento médio naquele curso no país, 1 e 2 caracterizam que a IES está abaixo da expectativa e 4 e 5 representam notas acima da expectativa.

O Conceito Enade é concedido a todas as IES com dois ou mais alunos participantes do Enade.

Como preparar a sua IES para o Enade?

Para um Enade bem sucedido, é de fundamental importância que tanto os alunos como a equipe administrativa e corpo docente estejam completamente familiarizados com o mecanismo, sua razão de ser e funcionamento.

Uma boa preparação para o Enade, além da realização de simulados, começa no primeiro dia do aluno na instituição e envolve não apenas ele, mas também toda a equipe da IES. 

Sem surpresas e engajamento potencializado

Além de entender como funciona o Enade, o aluno, equipe administrativa e corpo docente precisam ter naturalidade e ciência sobre o que esse processo representa para a IES. 

Em linhas gerais, para o aluno (além da habilitação de seu diploma), diz também do seu posicionamento como egresso do curso no mercado de trabalho e para a equipe e corpo docente representa a continuidade e melhoria de condições e reconhecimento do serviço prestado.

O estudante tem a obrigatoriedade de realizar a prova, mas nenhum resultado mínimo é condicionado a ele, de modo que a IES precisa estabelecer uma relação de confiança e fidelidade com o aluno ao longo do curso para que ele tenha real dimensão da importância e impactos da avaliação e não tenha a falsa sensação de que está fazendo apenas um “favor” para a IES. 

Do contrário, não será incomum encontrar casos de alunos que comparecem à prova, mas não a realizam com empenho, desenvolvendo a tarefa apenas para “cumprir tabela” e receber o diploma.

Já para a instituição e o corpo docente, um resultado tão significativo pode dizer não só do futuro da instituição como do seu próprio trabalho. Trabalhar em uma IES reconhecida aumenta também a satisfação e empenho da equipe, bem como potencializa melhorias no ambiente de trabalho e potencial expansão da instituição. Sem contar que um resultado ruim pode trazer sanções legais que afetam diretamente o funcionamento da instituição.

Para o fortalecimento, fidelização e engajamento em todas essas relações é fundamental que a IES tenha uma comunicação interna efetiva e fortalecida, voltada tanto para os estudantes como para a equipe. 

Desde o primeiro dia da entrada do aluno na instituição, é preciso que ele tenha familiaridade não só com esse processo avaliativo, mas também uma relação de pertencimento e satisfação com a IES. 

Da mesma maneira, a equipe e corpo docente devem ser estimuladas a promover essa relação com os alunos e também saber da relevância de sua participação dentro da IES.

Canais de comunicação diretos e efetivos, campanhas de identificação, bom ambiente de convivência e informação facilitada são alguns dos componentes indispensáveis nessa equação. 

Mais especificamente voltados para o Enade, você ainda pode estabelecer canais de incentivo e recompensas tanto para estudantes como para equipe. Todavia, para esse recurso direcionado ser efetivo, é preciso que a comunicação interna como um todo esteja estabelecida de maneira funcional.

Esperamos que você tenha tirado suas dúvidas sobre como funciona o Enade! Aproveite para conferir o nosso artigo sobre o que é e a importância de um banco de questões para a prova e saiba como alcançar um resultado excelente em sua IES!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *