Como montar um curso de pós-graduação: fotografia de uma pessoa participando de uma aula online. Na tela do computador, estão aparecendo várias pessoas em uma reunião virtual.

Saiba como montar um curso de pós-graduação em sua IES

Como montar um curso de pós-graduação? Essa dúvida é frequente entre os profissionais que desejam expandir as possibilidades de ensino e formação dentro de suas instituições de educação superior (IES).

Segundo uma pesquisa de 2020 do Instituto Semesp, o número de alunos matriculados em cursos de pós-graduação lato sensu no Brasil aumentou em 74% nos últimos quatro anos, saltando de 683 mil para 1,2 milhão de estudantes entre 2016 e 2019.

Ainda de acordo com o levantamento do Semesp, as instituições de educação superior particulares são as grandes responsáveis pelo crescimento da pós-graduação no país, uma vez que o setor privado oferece 91% das vagas em cursos lato sensu no país.

Vale lembrar que universidades, faculdades e centros universitários públicos ou privados podem oferecer cursos de pós-graduação, seja especialização, MBA ou programas de mestrado e/ou doutorado.

Continue a leitura para saber com mais detalhes sobre como montar um curso de pós-graduação na sua IES, quem pode oferecer esse tipo de curso, qual a carga horária indicada para pós, como otimizar a organização do seu curso e mais!

Quem pode oferecer curso de pós-graduação?

De acordo com a legislação vigente, diferentes organizações podem oferecer cursos de pós-graduação no Brasil. Este é o caso de:

  • Instituição de Educação Superior (IES) devidamente credenciada para oferta de cursos de graduação na modalidade presencial ou a distância.
  • Instituições de qualquer natureza que oferecem pós-graduações stricto sensu avaliados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e autorizados pelo Conselho Nacional de Educação (CNE).
  • Escola de Governo criada e mantida por instituição pública, credenciada pelo CNE.
  • Instituições que desenvolvem pesquisa científica ou tecnológica, de qualidade reconhecida, mediante ao credenciamento exclusivo pelo CNE para ofertas de cursos de especialização nas grandes áreas de conhecimento de suas pesquisas.
  • Instituições relacionadas ao mundo do trabalho com qualidade reconhecida, sendo também credenciada pelo CNE para oferta de cursos de especialização nas suas áreas de atuação profissional.

Como vimos, nos casos de pós-graduação online, a instituição precisa ser credenciada junto ao MEC para oferecer cursos no formato a distância.

Um outro ponto importante é que a oferta dos cursos de especialização fica sujeita a regulação, avaliação e supervisão dos órgãos competentes, como o Conselho Nacional de Educação (CNE) e o Ministério da Educação (MEC).

O que é necessário para montar um curso de pós-graduação?

Antes de descobrirmos como montar um curso de pós-graduação na prática, precisamos nos atentar para os pré-requisitos que permitem que uma IES ofereça esse tipo de curso superior.

A Resolução CES/CNE nº 1, de 6 de abril de 2018 é o documento que estabelece as diretrizes e normas para oferta de cursos de pós-graduação lato sensu no Brasil. Essa medida revogou as resoluções nº 1/2007 e nº 7/2011, que já regulamentavam esse tipo de curso superior no país.

De forma geral, esse documento define que os cursos de pós-graduação lato sensu, também conhecidos como especialização, são programas de educação continuada a nível superior. Eles têm objetivo de complementar a formação acadêmica, incorporar competências técnicas, atualizar e desenvolver novos perfis profissionais dos alunos para atuar em diferentes setores do mercado de trabalho do país.

Como já introduzimos, qualquer IES, seja universidade, centro universitário ou faculdade, pode montar um curso de pós-graduação. Entretanto, os pré-requisitos para montar esse programa podem variar de acordo com a modalidade de ensino escolhida. Saiba mais a seguir:

O que é necessário para montar um curso de pós-graduação presencial

Uma IES credenciada para ofertas de cursos de graduação presenciais também é autorizada a oferecer cursos de pós-graduação, desde que eles sejam relacionados às áreas de ensino da instituição.

Vamos à um exemplo: se você deseja oferecer um curso de pós-graduação na grande área de Direito em sua IES, mas você não possui um curso de graduação de Direito, não será possível montar a especialização nessa área. Entretanto, se sua instituição já possui um curso de graduação nessa área, é possível estabelecer um curso de pós com tranquilidade.

Um outro ponto de atenção diz respeito à composição do corpo docente. Para um curso de pós-graduação lato sensu, ele deve ser constituído por no mínimo 30% de professores com títulos de pós-graduação stricto sensu. Ou seja, com titulação de mestre ou doutor. É importante ter em mente que todos os docentes devem ter, no mínimo, uma especialização.

Como IES credenciada para oferecer cursos de graduação, não é necessário passar por um novo credenciamento ou outro ato regulatório ou autorizativo para oferecer os cursos de pós. No entanto, a IES deve registrar seus cursos de especialização no Censo da Educação Superior e no Cadastro de Instituições e Cursos no portal e-MEC. E durante os períodos de recredenciamento da instituição, esses cursos serão avaliados.

O que é necessário para montar um curso de pós-graduação EaD

Embora cerca de 68% dos alunos de especialização prefiram os cursos na modalidade presencial, a modalidade de ensino a distância teve um aumento relevante de espaço. Só de 2016 a 2018, o número de alunos em pós-graduações EaD aumentou 125%. Não apenas isso: em 2018 ⅓ dos alunos matriculados nesse nível educacional estudava no formato EaD.

Se já em 2018 ⅓ dos alunos de pós-graduação estavam matriculados em formato EaD, em 2020 esses números cresceram, catalisados pela pandemia de coronavírus.

Uma nova pesquisa do Semesp mostrou um crescimento de 9,5% no número de alunos matriculados em especializações EaD entre o segundo trimestre de 2019 e o mesmo período em 2020.

Se você deseja aproveitar o momento para oferecer um curso de pós-graduação EaD na sua IES, saiba que as exigências são muito semelhantes às de um curso presencial:

  • 30% do corpo docente precisa ser formado por professores com titulação de mestres ou doutores.
  • Todos os docentes precisam ter, pelo menos, especialização.
  • Os cursos de pós-graduação oferecidos precisam estar relacionados a uma área em que a IES já atua na graduação.
  • A IES deve registrar seus cursos de graduação no portal e-MEC.

A principal diferença é que, para oferecer qualquer curso superior online, seja graduação ou pós-graduação, a IES precisa obrigatoriamente ser credenciada para atuar nesse formato.

Leia também: Como fazer o credenciamento EaD no MEC? Confira todas as etapas!

Quantas horas deve ter um curso de pós-graduação?

Como previsto na Resolução nº 1/2018, um curso de pós-graduação lato sensu deve ter no mínimo 360 horas-aula.

Não há nenhuma resolução específica do Ministério da Educação para regrar como essas horas devem ser distribuídas. Assim sendo, as IES têm liberdade para organizar a carga horária como preferirem. No geral, as instituições organizam seus cursos de pós-graduação com duração entre seis meses e um ano e meio.

Entretanto, há um adendo importante para os cursos de pós-graduação no modelo Master in Business Administration (MBA)! Para que essas pós-graduações tenham validade nacional, elas devem seguir a carga mínima de 360 horas-aulas, como definido pelo MEC. Mas, para que esse diploma tenha validade internacional, o curso deve ter no mínimo 480 horas-aula.

Em ambos os casos, essa carga-horária é distribuída livremente, em um período que pode variar de seis a 18 meses, como já vimos.

Como montar um curso de pós-graduação?

Agora que já compreendemos melhor como funciona a carga horária dos cursos de pós-graduação lato sensu, seus pré-requisitos e funcionamento, é hora do passo a passo sobre como montar um curso de pós-graduação!

Abaixo listamos os principais requisitos e etapas para organização e lançamento de uma pós-graduação. Confira:

1. Projeto de curso de pós-graduação

O primeiro passo sobre como montar um curso de pós-graduação passa, obviamente, pelo projeto deste curso.

O planejamento do curso de pós-graduação é necessário de um ponto de vista estratégico, para auxiliar na definição de objetivos e processos do curso, por exemplo, além de guiar o corpo docente e discente.

Mas esse documento também é de extrema importância burocrática, uma vez que deve ser enviado para os órgãos competentes sempre que necessário.

Lembramos que um projeto pedagógico de curso de pós-graduação lato sensu deve conter, entre outros componentes:

  • Matriz curricular com carga mínima de 360 horas-aula, contemplando as atividades e disciplinas de aprendizagem, e esclarecendo os objetivos, o programa, as metodologias, previsão de trabalhos discentes, avaliações e bibliografia do curso.
  • Composição do corpo docente.
  • Esquematização dos processos de avaliação de aprendizagem dos alunos.

2. Atos autorizativos de um curso de pós-graduação

Como vimos, se sua IES está credenciada para oferecer cursos de graduação, ela também já está autorizada a oferecer cursos de especialização ou MBA.

No caso de instituições que desejam oferecer suas pós-graduações no formato a distância, é necessário o credenciamento para cursos EaD.

Além desses credenciamentos prévios, com a criação do curso de pós é necessário registrá-lo no Censo da Educação Superior e no Cadastro de Instituições e Cursos. Tanto esse registro quanto os credenciamentos são feitos no portal e-MEC.

3. Captação de alunos para pós-graduação

A captação de alunos é um grande desafio para qualquer IES, esteja ela oferecendo cursos de graduação ou pós. A grande mudança de uma estratégia para outra está no público-alvo: enquanto os cursos de graduação tem como público jovens recém-formados no ensino médio, as personas que buscam por uma pós-graduação tendem a ser mais velhas, já possuem escolaridade superior e estão em busca de especializações para alavancar sua carreira já iniciada.

Para traçar as melhores estratégias para captar alunos de pós-graduação, é necessário um estudo profundo de qual público a IES deseja atingir, para então coordenar as ações de comunicação e marketing, que podem ser bastante diversas.

4. Estrutura financeira de um curso de pós-graduação

A organização financeira da sua IES também deve ser observada no planejamento de como montar um curso de pós-graduação. Afinal, se trata de um grande investimento para a instituição!

É importante questionar, por exemplo:

  • Qual o valor inicial de investimento?
  • Precisarei investir em espaço físico ou plataformas virtuais?
  • Será necessário contratar novos professores?
  • Temos o fluxo de caixa necessário?
  • Qual a precificação do curso?
  • Qual o orçamento para divulgação?
  • Qual será o custo médio para manutenção do curso?
  • Precisarei investir mais na minha biblioteca digital ou física?

5. Criação de conteúdos para pós-graduação

Independente da aula ser online ou presencial, é necessário considerar quais conteúdos serão passados para os alunos, suas atividades, metodologias, entre outros pontos.

No caso da pós-graduação a distância, ainda há outras questões a serem analisadas, como:

  • Se as aulas serão transmitidas ao vivo, é necessário providenciar um espaço com equipamento de boa qualidade para essa transmissão, uma conexão à internet com velocidade adequada, o uso de plataformas de interação, entre outros itens.
  • Se as aulas forem gravadas, por exemplo, é necessário criar as trilhas de conteúdo com maior antecedência, gravá-las e editá-las antes de disponibilizar na plataforma, garantir atendimento às dúvidas que podem surgir quando os alunos assistirem às aulas, etc.

Banner de divulgação do ebook "Disciplinas online de Direito: como desenvolver na IES?". Link para download gratuito: https://materiais.saraivaeducacao.com.br/lp-ebook-mofu-disciplinas-online-direito?utm_source=blog-post&utm_medium=banner&utm_campaign=material-rico

Como otimizar a operação do curso de pós-graduação na IES?

Só pelos passos explorados acima, já conseguimos ver que montar um curso de pós-graduação não é tão simples. É demandado comprometimento, capital, determinação, uma equipe capacitada, cooperação de diversos colaboradores e equipamentos adequados.

E, infelizmente, fazer tudo isso internamente pode se mostrar mais um custo do que um investimento. No entanto, hoje já não há mais necessidade de se ocupar com essas preocupações. Pois já existem soluções especializadas para otimizar a operação dos cursos de pós-graduação nas IES!

Este é o caso, por exemplo, do Online Program Managemer, ou OPM. Em bom português, essas soluções são conhecidas como Programa de Gerenciamento Online. Ela permite que a sua IES ofereça programas acadêmicos online, de forma completamente remota.

E não estamos falando apenas de disponibilizar aulas EaD, por exemplo. Pois, em uma parceria entre uma IES e OPM, ficam a cargo do Programa de Gerenciamento Online:

  • Pesquisa de mercado
  • Captação e retenção de alunos
  • Design de cursos
  • Disponibilização de conteúdos
  • Uso e aplicação de plataformas tecnológicas
  • Atendimento aos estudantes
  • Organização financeira.

Assim, com essa parceria, a OPM consegue otimizar toda a operação de um curso de pós-graduação para a IES, além de trazer outros benefícios para a instituição, como:

  • Possibilidade de levar seus programas de ensino para um público maior.
  • Aumento relevante de escalabilidade dos cursos.
  • Maiores possibilidades de negociação de capital e investimento.
  • Redução de custos de produção de conteúdo e manutenção de plataformas.
  • Alívio relevante da carga de trabalho para a IES e seus colaboradores, que podem focar em outros temas mais urgentes e importantes.

Esperamos que esse artigo tenha te ajudado a descobrir como montar um curso de pós-graduação, seus requisitos, funcionamento e como otimizar ainda mais esse trabalho. Aproveite para ler também o nosso artigo sobre como montar um projeto de curso de pós-graduação em sua IES!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *