Índice de aprovação OAB: fotografia com foco na mão de uma pessoa preenchendo o gabarito de uma prova.

Veja estatísticas e saiba como melhorar o índice de aprovação OAB em sua IES

A partir da década de 1990 e da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/96), o Brasil passa por um expressivo crescimento de criação e oferta em cursos de ensino superior. Assim, o número de alunos matriculados e concluintes nos cursos de Direito cresceu de forma significativa. 

A partir da necessidade de se aferir o conhecimento adquirido pelos estudantes ao longo da graduação, torna-se necessário garantir a aprovação no Exame de Ordem da OAB

O objetivo da avaliação é certificar que os alunos concluintes e os bacharéis tenham passado por um ensino superior de qualidade, eficiente e equitativo e que, portanto, estão aptos a exercer a profissão. Sendo assim, o índice de aprovação OAB é uma preocupação entre diretores, coordenadores, docentes e estudantes. 

A aprovação no Exame de Ordem da OAB é requisito necessário ao exercício da advocacia no Brasil. Os estudantes concluintes do curso de Direito e os bacharéis estão aptos a realizar o Exame que é oferecido 3 vezes ao ano e é composto por duas etapas. Na primeira, uma prova escrita objetiva e, na segunda, uma prova prático-profissional. 

Dessa forma, devido à importância do Exame como medidor de sucesso entre os concluintes e bacharéis de Direito, é importante garantir que as taxas de aprovação na sua Instituição de Ensino (IES) sejam altas. 

Pensando nisso, iremos analisar as principais estatísticas dos últimos Exames de Ordem e definir dicas para que a sua IES aumente o índice de aprovação OAB entre seus alunos. 

Confira as principais estatísticas dos últimos certames 

A análise a seguir tem como fonte um estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas e pretende expor as principais estatísticas com base nos resultados da II à XXIX edição do Exame de Ordem Unificado (EOU). 

O objetivo é entender como os números podem ajudar a definir estratégias para aumentar o índice de aprovação OAB.

Evolução dos cursos de Direito no Brasil 

Gráfico mostrando a evolução dos cursos de direito no Brasil. Elaboração: FGV.

A partir desse gráfico é possível perceber o aumento expressivo no número de cursos de Direito no Brasil e que esse aumento foi facilitado pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/96). 

Participação e desempenho no Exame de acordo com a proveniência do examinando

Gráfico apresentando a participação e desempenho no Exame de acordo com a proveniência do examinando. Fonte: FGV.

As instituições de ensino privadas são as que mais aprovam em números absolutos, entretanto, possuem o menor índice de aprovação OAB se comparadas às instituições públicas. 

Separando por desempenho regional, observa-se a prevalência do Sudeste, com dez instituições (50%); em seguida, está o Sul, com cinco; o Nordeste, com três; e o Centro-Oeste, com duas. A região Norte não figura nessa lista.

Tabela apresentando dados referentes às inscrições, participantes e aprovações nas edições do Exame de Ordem. Fonte: FGV.

Gráficos apresentando número de inscritos e aprovados nos Exames de Ordem. Fonte: FGV.

Taxa de aprovação média por região

Tabela apresentando a taxa de aprovação média no Exame da OAB nas regiões do Brasil.

8 dicas sobre como melhorar os índices de aprovação OAB em sua IES

Após a análise das estatísticas, é necessário definir estratégias que auxiliem as IES, no que concerne aos cursos de Direito, a melhorar os padrões do ensino oferecido na graduação e a preparar os alunos para a realização do Exame de Ordem Unificado.  

A seguir, confira 8 dicas para melhorar os índices de aprovação OAB em sua IES! 

1. Invista em materiais de qualidade 

A qualidade dos materiais apresentados ao aluno irá definir seu aprendizado ao longo do curso. É importante que o material oferecido esteja sempre atualizado e que possua credibilidade quanto ao conteúdo. Assim, é necessário investir em obras com autores renomados e em editoras já consolidadas no mercado. 

2. Promova o engajamento 

Para garantir o engajamento do estudante é importante ofertar vários meios para que ele acesse o conteúdo pedagógico. O aprendizado não se consolida da mesma maneira para todos, por isso, a IES deve garantir que o aluno possa acessar tanto os meios físicos quanto os digitais. 

Combinar atividades síncronas e assíncronas também é um modo de promover o engajamento e conferir maior autonomia ao estudante durante seu caminho de aprendizado. 

3. Aposte na tecnologia 

O uso de ferramentas tecnológicas para aproximar discentes e docentes gera inovações e melhora a comunicação. As análises mais recentes apontam que dificilmente uma Instituição de Ensino Superior conseguirá ser competitiva e relevante se não passar por uma adaptação referente ao mundo digital. 

É preciso se utilizar de ferramentas inovadoras, que estejam atreladas às metodologias da IES.  As tecnologias que permitem aos alunos possuírem maior liberdade e flexibilidade, por exemplo, possuem maior destaque. Além disso, as videoaulas e podcasts, muito difundidas no ensino remoto, podem agregar bastante valor ao modelo presencial, tornando-o híbrido.

4. Utilize metodologias ativas 

O uso de metodologias ativas gera maior autonomia para o estudante e apresenta situações práticas essenciais à sua formação. Transformar o aluno em protagonista na sua própria educação gera engajamento e uma postura mais ativa em relação ao aprendizado.

As metodologias ativas promovem o incentivo de características como proatividade, colaboração, pensamento interdisciplinar e resolução de problemas, valores elementares à ocupação profissional e à realização do Exame. 

Leia também: Veja o que são ferramentas de metodologias ativas e como fazer a melhor escolha para sua IES

5. Aproveite as trilhas de aprendizagem

As trilhas de aprendizagem podem ser definidas como um “conjunto integrado, sistemático e contínuo de desenvolvimento de pessoas e profissionais”. As trilhas pretendem combinar as necessidades dos estudantes com o conteúdo transmitido pelo discente.

O método utilizado pela trilha de aprendizagem reforça a ideia de que o aluno precisa protagonizar o estudo, criando autonomia para que a transmissão do conteúdo acadêmico se efetive. 

A finalidade da utilização do método é transformar o conhecimento técnico em um aprendizado completo, que engloba o desenvolvimento de competências. Assim, as trilhas de aprendizagem são experiências que facilitam a absorção do conhecimento por meio da combinação de diferentes tipos de atividades durante a formação em uma Instituição de Ensino Superior.

6. Disponibilize provas antigas e simulados

Fazer simulados e resolver provas antigas é um ótimo jeito de testar o conhecimento adquirido. Além disso, essa tarefa vai ajudar os alunos a perceber quais são os assuntos mais recorrentes nos certames e qual é o estilo de correção da banca examinadora. 

7. Garanta a revisão do conteúdo 

O curso de Direito é conhecido por sua carga extensa de leituras e de conteúdo teórico. Além disso, por ser um curso com maior duração que outros cursos tradicionais, é possível que o aluno não lembre de tudo que foi aprendido ao longo da graduação. Portanto, a revisão é de grande importância para que o estudante relembre semestres iniciais e esteja mais preparado para a realização do Exame. 

8. Conte com uma uma biblioteca digital na IES

Para o estudante de Direito, a leitura de diversas obras ao longo do curso é essencial. O estudo por meio de manuais, compilados e códigos comentados, por exemplo, facilita o aprendizado e fixa o conteúdo estudado. 

Os maiores obstáculos encontrados pelos alunos são referentes ao grande número de obras e o tempo disponível para a leitura delas. 

Por isso, contar com uma biblioteca digital é importante para que os discentes tenham acesso a um acervo de livros disponibilizados virtualmente. Assim, os estudantes podem acessar uma grande variedade de obras em qualquer lugar com acesso à internet e, com isso, aumentarem sua carga de leitura. 

E para entender ainda mais sobre os prazos das provas e preparar os estudantes para aumentar o índice de aprovação OAB em sua IES, aproveite para conferir o nosso artigo com o calendário do Exame de Ordem!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *