Como atrair novos estudantes para a matrícula EaD?

Quer aumentar a quantidade de estudantes em cursos a distância em sua IES? Preparamos 7 dicas para atrair mais alunos. Confira!
Matrícula EaD: fotografia de uma mulher assistindo a uma aula online pelo computador.

O mercado da educação tem mudado com o avanço da tecnologia e com os acontecimentos do mundo, como por exemplo, a pandemia da covid-19. Com isso, é possível perceber um crescimento expressivo da educação a distância.

Muitos alunos optam por essa modalidade por ser mais flexível e rentável, dando a chance de conseguir uma formação superior de maneira mais acessível. Mas além disso, o que atrai os alunos para a EaD?

Esse é o assunto do nosso artigo de hoje. Vamos mostrar o que fazer para aumentar o índice de matrícula EaD na sua IES. É só continuar a leitura!

Dados sobre o ensino a distância no Brasil

Com o aumento do acesso a internet, o ensino superior a distância vem crescendo muito no Brasil. Trouxemos alguns dados para que você entenda de forma detalhada a realidade desta modalidade no país.

Segundo o Censo da Educação Superior 2019, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), quatro a cada dez alunos ingressantes no ensino superior optam pela graduação a distância. 

O Censo ainda mostra a quantidade de matrículas EaD. Em 2009, 16,1% das inscrições eram na modalidade a distância, e em 2018 ela subiu para 39,8%

De acordo com uma pesquisa realizada pelas empresas Sagah e Educa Insights, a previsão é que em 2023 as matrículas em EaD irão representar 51% do mercado.

A partir desses dados, podemos confirmar o forte e rápido crescimento do Ensino a Distância no Brasil, confirmando a necessidade de se investir na modalidade.

Leia também: Importância e dados sobre a democratização do ensino superior no Brasil

Matrícula EaD: 7 dicas para atrair mais alunos

Agora vamos te mostrar 7 pontos que são importantes para atrair alunos para a sua IES nos cursos EaD. Confira as dicas!

1. Alcançar o preço ideal

Com certeza o preço é um dos principais fatores para que o aluno escolha um curso EaD. Normalmente o público dessa modalidade trabalha e precisa sustentar uma casa, então o valor é de extrema importância.

Faça um estudo de mercado e veja os preços que os concorrentes estão cobrando, para conseguir oferecer um bom valor. Além disso, é importante investir em diversas formas de pagamento, parcelamento e até programas de financiamento estudantil, dando diversas possibilidades para o aluno ingressante.

2. Garantir flexibilidade

A flexibilidade é um ponto muito importante para o aluno interessado na matrícula EaD. Com uma rotina normalmente corrida, ele opta por instituições que ofereçam essa versatilidade.

Nessa modalidade de ensino, existem ferramentas síncronas e assíncronas que devem ser balanceadas, para que o corpo estudantil consiga organizar melhor seus horários. 

É importante que existam atividades realizadas ao vivo. Mas investir também em conteúdos digitais, que podem ser estudados no ritmo de cada aluno, também é muito benéfico.

3. Preparo adequado do corpo docente

Outro ponto relevante para atrair novos alunos é o professor EaD. É preciso investir em times de docentes qualificados, que tenham uma boa didática e desenvoltura em frente às câmeras, e que ajudem os estudantes nos chats e fóruns das aulas. Dar aula em salas virtuais é diferente, e requer uma expertise específica.

Para isso é possível investir até em treinamentos para os professores que já atuam na sua IES, fazendo com que eles estudem a melhor forma de conduzir as aulas nessa modalidade. Ter um corpo docente preparado irá agradar os alunos.

Leia também: Confira 8 competências do professor do futuro e como a sua IES pode capacitá-lo

4. Oferecer uma boa estrutura

Mesmo que o aluno não vá presencialmente na IES, é necessário investir em uma boa estrutura virtual. Um sistema que funcione e dê conta de todas as necessidades, atendimento e suporte quando o aluno precisar — isso tudo agrega valor e contribui para elevar o índice de matrícula EaD.

Por isso, investir em tecnologia, ferramentas e em um time pronto para atender o estudante é muito importante!

5. Alcançar reconhecimento no mercado

O reconhecimento da IES no mercado pode ser outro ponto para atrair alunos e otimizar a matrícula EaD! Antes de comprar um produto ou serviço, sempre procuramos saber opiniões de outras pessoas sobre aquilo, se tem uma boa reputação.

Pegar depoimentos de ex-alunos pode ajudar nesse ponto. Peça para que eles contem como foi a experiência na instituição, principalmente da modalidade EaD.

Você pode solicitar uma entrevista e pedir relatos sobre a estrutura, os professores, o conteúdo… Se estiverem no mercado de trabalho, peça para contarem como tem sido a experiência profissional e como a graduação ajudou. Isso irá agregar muito valor para a sua instituição.

Conseguir bons resultados na avaliação do MEC também é fundamental para aumentar o reconhecimento de sua IES e, consequentemente, o número de matrículas EaD.

6. Investir em inovação

Investir em inovação na educação superior é outra forma de aumentar o interesse de potenciais alunos. 

E ser inovador não significa necessariamente investir em tecnologia. É possível melhorar processos e metodologias da instituição, fazendo com que o aluno tenha uma boa experiência.

Se considerarmos, por exemplo, a tradição burocrática de muitos órgãos públicos e grandes empresas brasileiras, transformá-la é uma forma de inovar. Você não precisa de tecnologias avançadas para abandonar a burocracia: basta simplificar os processos.

Nesse contexto, facilitar os procedimentos para inscrição e matrícula é uma forma de inovação. Quando se depara com processos simples para ingressar na instituição, o aluno tem uma ótima impressão inicial.

7. Fazer com que os estudantes se sintam representados

Por último, mas não menos importante, algo que atrai muito os alunos é se sentir representado na instituição de ensino, em relação a seus valores, estrutura e condições.

Para isso, é importante que você conheça o seu público, entenda o seu perfil, o que eles precisam e querem em um curso EaD. A partir desse conhecimento, é possível adequar sua IES para atender a essas necessidades e conseguir, assim, atrair muito mais alunos.

Leia também: Entenda como funciona a autorização do MEC para cursos a distância

5 principais tendências da EaD para os próximos anos

Agora que você já sabe o que atrai os alunos para a matrícula EaD, confira abaixo as principais tendências dessa modalidade. Ao conhecê-las, você consegue investir e captar mais alunos, além de formar profissionais excelentes para o mercado de trabalho.

1. Microlearning

Nos cursos EaD, a rotina dos alunos costuma ser muito atribulada. Nesse contexto, oferecer aulas e atividades muito extensas pode desestimular o estudante. 

Por isso, investir na metodologia de microlearning é importante — ela busca oferecer lições curtas e objetivas para otimizar o tempo do aluno. Assim, é possível aprender de forma efetiva no pouco tempo que ele tem disponível para o estudo.

2. Uso de dispositivos móveis

Ainda pensando na rotina do aluno EaD, é necessário entender que muitas vezes ele vai estudar em intervalos que possui durante o dia (como no ônibus a caminho do trabalho, por exemplo). E nem sempre ele terá um computador por perto. 

Apostar em conteúdos adaptados para dispositivos móveis é muito importante. É preciso haver sistemas responsivos e vídeos no formato adequado, para citar alguns dos aspectos que devemos observar. 

3. Aprendizagem personalizada

A aprendizagem personalizada é uma tendência na educação como um todo, e não só na modalidade EaD. Em função do enorme volume de informação a que têm acesso (sem mencionar a velocidade do seu fluxo), o perfil dos alunos atualmente é muito ativo.

Ademais, é preciso lembrar que o contexto nas IES é altamente diverso. Nesse cenário, manter o mesmo conteúdo e estilo de aulas para todos não é mais viável, podendo desengajar o estudante. 

Investir em um ensino mais personificado para cada grupo de alunos é essencial para mantê-los envolvidos com o curso e aumentar o índice de matrícula EaD.

4. Uso de metodologias ativas

Para garantir uma aprendizagem personalizada, é necessário investir em metodologias ativas

São elas que vão fazer com que o aluno participe mais do seu processo de ensino, saindo do papel passivo de apenas receber conteúdos. Alguns exemplos de metodologia são sala de aula invertida, gamificação na educação, aprendizagem baseada em problemas, entre outras.

5. Big Data

Outra tendência na EaD que também ajuda na personalização do ensino é investir em captação de dados. Dessa forma, conseguimos entender melhor os alunos e aperfeiçoar os conteúdos entregues. 

Para isso, é necessário contar com a ajuda da tecnologia na educação, tendo alguma ferramenta que conseguirá fazer essa coleta e analisar o desempenho de cada aluno, ajudando os professores a entender os pontos fortes e fracos de cada um. Na EaD, como o contato direto entre aluno e professor é menor, usar um sistema nesses moldes é essencial.

Esperamos que tenha gostado deste conteúdo sobre a matrícula EaD! Quer saber mais sobre o assunto? Acesse este outro artigo que preparamos para você: Captação de alunos EaD: 8 dicas práticas para a sua IES

Você também pode gostar

Curso de Direito EaD?
A Saraiva Educação preparou várias trilhas de aprendizado explicar como implementar na sua IES.

Artigos em destaque

Inscreva-se em nossa newsletter e receba nossos conteúdos em primeira mão!

Deseja manter-se sempre atualizado? Receba quinzenalmente uma seleção de materiais sobre a educação superior — é só informar seu melhor endereço de e-mail!