Descubra os principais benefícios da pós-graduação EaD e como implementar na IES

Saiba como desenvolver e implementar um curso de pós-graduação a distância com sucesso em sua IES neste artigo completo!
Pós-graduação EaD: fotografia de uma estudante assistindo aula online enquanto segura uma caneta.

Com o aumento no número de profissionais com diploma de graduação, cada vez mais estudantes estão aderindo à educação continuada. A principal escolha, atualmente, é ingressar em um programa de pós-graduação. Isso porque o mercado de trabalho está à procura de profissionais mais qualificados e atualizados. 

Assim, é fundamental que as instituições de educação superior (IES) ofereçam maneiras para facilitar e, assim, aumentar o acesso aos programas de pós-graduação. Uma forma de fazer isso é disponibilizar a pós-graduação no formato de educação a distância (EaD)

A pós-graduação EaD traz inúmeros benefícios para estudantes, professores e para a própria instituição de ensino. Dentre os principais, podemos citar a redução de custos, melhor aproveitamento do ensino e a implementação de metodologias mais eficientes

Pensando nisso, preparamos este artigo para explicar como funciona a pós-graduação EaD, qual a importância dela para a comunidade acadêmica e como a IES pode aplicar a modalidade. Continue a leitura! 

Quais IES podem oferecer uma pós-graduação EaD?

Segundo a legislação de pós-graduação,  o formato a distância possui estrutura similar à presencial. Entretanto existem algumas diferenças de regulamentação. São elas:

Lato sensu

  • Conforme a Resolução CNE/CES nº 1 de abril de 2018, Os cursos de especialização poderão ser oferecidos presencialmente ou a distância, observadas a legislação, as normas e as demais condições aplicáveis à oferta, à avaliação e à regulação de cada modalidade, bem como o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI)
  • Os cursos de especialização somente poderão ser oferecidos na modalidade a distância por instituições credenciadas para esse fim. 

Stricto sensu

  • Conforme a Resolução CNE/CES nº 7 de dezembro de 2017, as instituições credenciadas para a oferta de cursos a distância poderão propor programas de mestrado e doutorado nessa modalidade.
  • Cabe à CAPES a definição dos procedimentos avaliativos referentes aos cursos de mestrado e doutorado na modalidade de Educação a Distância. 

Ainda, para a pós-graduação stricto sensu a distância, existe a regulamentação dada pela Portaria Capes nº 90, de 2019, que informa: 

  • Os programas de pós-graduação stricto sensu a distância seguirão as normas vigentes aplicáveis a todos os programas de pós-graduação stricto sensu, atendendo também às especificidades da Portaria.
  • Os programas de pós-graduação stricto sensu oferecidos a distância obedecerão às regras e exigências de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento estabelecidas na Resolução CES/CNE nº 7, de 2017, dependendo necessariamente de avaliação prévia da CAPES.
  • A oferta de disciplinas esparsas a distância não caracteriza os cursos como a distância, pois as instituições de ensino podem introduzir, na organização pedagógica e curricular de seus cursos presenciais reconhecidos, a oferta de disciplinas online.
  • Na oferta de programas stricto sensu a distância devem ser obrigatoriamente realizados de forma presencial:
    1. estágios obrigatórios, seminários integrativos, práticas profissionais e avaliações presenciais;
    2. pesquisas de campo; e
    3.  atividades relacionadas a laboratórios, quando se aplicar.

Além disso, a Portaria também informa que estarão aptas a oferecer programas de pós-graduação stricto sensu a distância instituições que: 

  •  tenham o Índice Geral de Cursos (IGC) igual ou superior a 4 (quatro);
  • sejam credenciadas junto ao Ministério da Educação (MEC) para a oferta de cursos a distância. Nos casos em que não se aplica o uso do IGC, a instituição deverá possuir, no mínimo, um programa de pós-graduação stricto sensu reconhecido pelo MEC, em funcionamento, com nota 4 e na mesma área de avaliação da proposta do curso novo.

Leia também: Saiba a importância e como elaborar um projeto de curso de pós-graduação

Quais são os benefícios de oferecer uma pós-graduação EaD?

O formato de pós-graduação a distância traz diversos benefícios para alunos, instituições e professores. A seguir listamos os principais deles, veja! 

1. Educação continuada

Educação continuada, também conhecida como lifelong learning, é uma prática fundamentada no aprendizado constante

Além disso, é por meio da educação continuada que os indivíduos promovem o desenvolvimento pessoal e de habilidades necessárias ao exercício profissional. Assim, o lifelong learning parte da premissa que sempre há algo novo para se aprender e se estende por toda a vida do estudante.

Dessa forma, ao oferecer uma pós-graduação EaD, o acesso dos estudantes à educação continuada é facilitado e promovido pela IES.  

2. Redução de custos

O formato EaD para a pós-graduação também promove a redução de custos para todos os envolvidos.

A IES reduz gastos com a presença física dos alunos nas dependências da instituição e pode investir esse valor na contratação de professores, aquisição de materiais de qualidade, entre outras melhorias no ensino e nas instalações. 

Os alunos também têm os custos com deslocamento reduzidos e podem investir melhor em sua própria formação. Além disso, o tempo gasto no transporte até os campi podem ser melhor alocados nas atividades do curso e no estudo em geral. 

3. Aprendizagem significativa

A modalidade de ensino a distância também facilita a implementação da aprendizagem significativa na IES. Isso porque as principais estratégias se apoiam no uso da tecnologia. Confira abaixo alguns exemplos: 

Leia também: Veja 8 estratégias de metodologia ativa para você aplicar em sua IES

3 dicas para a implementação de uma pós-graduação EaD na IES

Após entender sobre a legislação para a pós-graduação EaD e os principais benefícios da modalidade, confira dicas fundamentais para auxiliar a IES a implementar um curso de pós a distância! 

1. Invista em marketing educacional

O marketing educacional é um dos pontos fundamentais não só para captar novos alunos, mas também para manter próximos os que já optaram pela instituição. 

Assim, anunciar a oferta de programas de pós-graduação em formato EaD por meio do marketing educacional é uma boa estratégia para consolidar os cursos e garantir um alto número de matrículas

2. Forneça cursos atualizados 

Uma das principais demandas dos estudantes interessados em um curso de pós-graduação é a atualização dos conhecimentos adquiridos durante a graduação. Assim, é importante que os cursos ofertados pela IES estejam em constante atualização

Além disso, a IES deve investir em professores capacitados e materiais de qualidade.

3. Utilize a inteligência de mercado 

Por fim, é fundamental que a instituição de ensino conte com estudos baseados na inteligência de mercado para ofertar os cursos de pós-graduação EaD. Para tanto, é preciso que a IES considere os fatores regionais e sociais para descobrir a demanda por cursos e definir qual o valor aplicado em cada programa. 

Agora que você já sabe os principais pontos sobre o funcionamento e benefícios da pós-graduação EaD, que tal ler sobre como montar um curso de pós-graduação em sua IES?

Você também pode gostar

Curso de Direito EaD?
A Saraiva Educação preparou várias trilhas de aprendizado explicar como implementar na sua IES.

Artigos em destaque

Inscreva-se em nossa newsletter e receba nossos conteúdos em primeira mão!

Deseja manter-se sempre atualizado? Receba quinzenalmente uma seleção de materiais sobre a educação superior — é só informar seu melhor endereço de e-mail!