Como construir uma relação benéfica entre professor e tecnologia

Afinal, como professor e tecnologia podem trabalhar juntos para melhorar a qualidade do ensino? Confira este artigo com dicas para a sua IES!

Já imaginou como será uma sala de aula na virada do próximo século? Como será a relação entre professor e tecnologia? Com tantas mudanças tecnológicas, sociais e econômicas que acontecem todos os dias, fica até difícil pensar como será frequentar uma instituição de ensino em apenas 10 anos.

Mas esse exercício de imaginar qual o futuro da educação já foi feito há muito tempo, ainda no século XIX. Em 1899, alguns artistas franceses imaginaram como seria a vida no final do próximo século. A série de trabalhos intitulada “França no ano 2000” foi realizada por Jean-Marc Côte e outros artistas europeus com cenas do que eles pensavam sobre como seria o futuro.

Porém, uma imagem chama a atenção: como seria uma sala de aula nos anos 2000. Na cena abaixo, podemos observar como o artista Jean-Marc Côte imaginou que os alunos receberiam passivamente as informações transmitidas por uma máquina, sem a necessidade da participação do professor na aprendizagem. Como mágica, todo o conteúdo seria absorvido, sem necessidade alguma de reflexão ou discussão. 

Fotografia de Françoise Foliot da gravura de Jean-Marc Côte.
Créditos: imagem em domínio público no WikiMedia, fotografia de Françoise Foliot da gravura de Jean-Marc Côte.

Na cena imaginada nos anos 1899, a tecnologia se mostra como uma substituta do professor, sendo necessária somente uma máquina para que os alunos absorvam todo o conteúdo dos livros.

 Mais de 100 anos se passaram e podemos afirmar que o professor não foi substituído pela tecnologia. Pelo contrário, seu papel continua cada vez mais importante com o surgimento de novos caminhos na educação, como as metodologias ativas de aprendizagem.

Ainda hoje, com o crescimento tão acelerado da tecnologia na educação, muitos docentes se sentem ameaçados pelas ferramentas. Neste artigo, a ideia é mostrar que as soluções tecnológicas vêm para apoiar, auxiliar e ser aliadas dos professores, e não substituí-los. Assim, sua atuação pode ser mais estratégica e melhorar a qualidade do ensino. Venha conosco entender como construir uma relação benéfica entre professor e tecnologia!

Entenda a relação entre professor e tecnologia no ensino superior

Com a recente predominância do ensino superior a distância no Brasil e o crescente número de instituições que aderiram ao ensino híbrido por conta da pandemia de covid-19, como construir uma relação benéfica entre professor e tecnologia nas instituições de educação superior (IES)?

Realidade virtual, gamificação, smartphones, ambientes virtuais de aprendizagem são algumas das ferramentas que já não são mais novidade nas IES. Antes de mais nada, é preciso salientar que essas novas tecnologias não vieram para substituir o professor. Pelo contrário, as ferramentas digitais se mostram grandes aliadas para tornar o ensino mais dinâmico e atrativo aos alunos.

Com o auxílio da tecnologia e ferramentas digitais, o professor pode também desenvolver as metodologias ativas de aprendizagem, isso é, transformando o aluno como centro do processo de aprendizagem. 

Com imagens, vídeos, áudios e jogos, a quantidade de informações aumenta e cabe ao professor ser um mediador do conteúdo, tornando-se um facilitador do itinerário formativo dos alunos.  

Confira 2 livros sobre a relação entre professor e tecnologia

Agora que você já sabe os principais pontos sobre como construir uma relação benéfica entre professor e tecnologia, vamos conhecer algumas obras que abordam essa temática. 

Nos últimos anos, muitos autores têm se debruçado sobre esse assunto, produzindo reflexões profundas sobre como a tecnologia tem impactado as diversas instituições de ensino. A seguir, elencamos 2 livros que podem ajudar você a se aprofundar nesse assunto:

2. Sala de aula digital – Uma introdução à cultura digital para educadores 

Na obra de Dilermando Piva Junior, especialista em tecnologia educacional e metodologias ativas, são discutidas questões como a utilização eficiente da internet, softwares educacionais e aplicativos no processo de aprendizagem, o rápido avanço na inovação das ferramentas digitais e o porquê de as novas tecnologias ainda serem mal utilizadas na educação. 

Sala de aula digital – Uma introdução à cultura digital para educadores” é um livro que auxilia professores e gestores educacionais na fundamentação do uso das ferramentas digitais no dia a dia da instituição de ensino.

3. Educação para o século XXI – A era do indivíduo digital

Com uma síntese histórica das mudanças na educação desde o século V a.C. até os dias de hoje, o livro “Educação para o século XXI – A era do indivíduo digital” é uma oportunidade para mergulhar nas transformações que a tecnologia trouxe nas últimas décadas e como a pedagogia acompanha essas mudanças. 

A obra de Rui Fava analisa de maneira ampla como a tecnologia afeta alunos, professores, gestores e toda a comunidade acadêmica.

Leia também: 9 autores que falam sobre a tecnologia na educação 

Saiba mais sobre a tecnologia para além da sala de aula

A tecnologia também impacta direta e indiretamente fora da sala de aula de uma instituição de ensino. Com a demanda por quantidades cada vez maiores de informação, economia de recursos econômicos e ambientais e a diminuição da burocracia, algumas transformações também acontecem nos diversos âmbitos de uma IES. 

Listamos a seguir alguns exemplos de práticas que merecem a atenção de professores e gestores ligados nas tendências e demandas da educação aliada à tecnologia:

Digitalização do acervo acadêmico

Além de ser um dever legal por conta de exigências do Ministério da Educação (MEC), a digitalização do acervo acadêmico está diretamente ligada à transformação digital pela qual as IES vêm passando nos últimos anos. 

Nesse processo, uma série de documentos, como o Projeto Pedagógico do Curso (PPC), o manual ou guia do estudante, o calendário acadêmico e os trabalhos de conclusão de curso (TCCs) devem ser transformados em arquivos digitais e armazenados de acordo com os parâmetros propostos pelo MEC.

A digitalização do acervo acadêmico assegura não só uma série de benefícios, como economia de espaço físico e melhor gestão da documentação, como também evita sanções e punições legais às IES, além de ser critério na avaliação do MEC. Portanto, vale a pena contar com a colaboração e apoio de gestores e professores nessa tarefa!

Competências do professor

É preciso que o gestor da IES esteja preparado para capacitar seu corpo docente para o pleno aproveitamento da tecnologia na educação, dentro e fora da sala de aula. Para isso, é preciso investir na contratação e capacitação de docentes preparados para uma realidade complexa e cheia de possibilidades.

A relação entre professor e tecnologia vai muito além do uso de ferramentas e metodologias em sala de aula: algumas competências precisam ser desenvolvidas para acompanhar as mudanças no ensino trazidas pelas novas metodologias e modalidades. Algumas competências do professor do futuro são:

  •     Busca por aprimoramento constante
  •     Boa comunicação e escuta ativa
  •     Habilidades socioemocionais
  •     Atenção às inovações
  •     Estímulo à criticidade dos alunos
  •     Conhecimento de metodologias ativas de ensino

Esperamos que a relação entre professor e tecnologia seja constantemente aprimorada e traga ainda muito mais benefícios para a sua IES! Para continuar se aprofundando no assunto, veja também a importância da leitura digital para a aprendizagem.

Você também pode gostar

Curso de Direito EaD?
A Saraiva Educação preparou várias trilhas de aprendizado explicar como implementar na sua IES.

Artigos em destaque

Inscreva-se em nossa newsletter e receba nossos conteúdos em primeira mão!

Deseja manter-se sempre atualizado? Receba quinzenalmente uma seleção de materiais sobre a educação superior — é só informar seu melhor endereço de e-mail!

[KIT GRATUITO]

Advogado do futuro: dicas para preparar os estudantes de sua IES

Em comemoração ao Dia do Advogado, criamos um kit de materiais gratuitos com os nossos principais conteúdos para que a sua IES apoie os advogados em formação.