Saiba o que é e como funciona o vestibular digital

Conheço os benefícios do vestibular digital para a sua instituição de educação superior, entenda como ele funciona e como você pode desenvolvê-lo em sua IES!
Vestibular digital: fotografia de uma estudante sorrindo e utilizando o computador.

Conhece alguém que tem pavor de prova, ou que já perdeu uma avaliação importante porque não conseguiu chegar a tempo? Pois é! O Enem, por exemplo, é recheado de casos dos famosos atrasados, que viralizaram nos últimos anos. 

A cena desesperadora dos portões fechando enquanto os alunos correm para tentar alcançá-lo é de causar arrepios em muitos candidatos, assim como a ideia de sentar por horas em um local para realizar uma prova.

Durante os anos de 2020 e 2021 muitas avaliações ficaram suspensas, pelo momento difícil que enfrentamos em relação ao coronavírus. O Enem 2020 foi adiado e posteriormente aplicado, em janeiro deste ano. A taxa de abstenção da edição chegou a 55,3%, este é o maior índice de toda a história da avaliação

Alunos do Amazonas (onde houve a crise de oxigênio), privados de liberdade e pessoas que testaram positivo ou tiveram problemas de infraestrutura (como falta de luz) durante a prova puderam pedir pela reaplicação do teste, que ocorreu em fevereiro. Neste caso a abstenção foi maior, e chegou a 72%. 

Com certeza a pandemia potencializou as dificuldades inerentes à aplicação de provas de forma presencial. Uma solução, que já era muito incorporada pelas instituições de ensino superior, é a aplicação de vestibulares online, como uma opção para os futuros alunos.

Neste post vamos falar um pouco mais sobre o vestibular digital para que você possa conhecer essa modalidade de aplicação de provas, suas vantagens e demais características. Acompanhe!

O que é o vestibular digital?

Podemos entender o vestibular digital a partir de algumas formas de aplicação das provas. O modelo mais difundido nas instituições de educação superior (IES) é o de realização das provas de forma remota. Dessa forma, o aluno elege o melhor dia e horário para a realização do exame, que pode ser feito em dispositivo próprio. 

Uma tendência para provas, que já é aplicada em testes oficiais de línguas como o TOEFL e IELTS, é a versão digital da prova aplicada em pontos específicos, onde há um rigor extra em relação à aplicação. 

Importante lembrar que a primeira versão apresenta maior facilidade em relação à rotina do futuro aluno, já que permite maior adaptabilidade. Grande parte dos vestibulares digitais podem ser agendados sob demanda, o que dá maior poder de decisão ao futuro estudante. 

Geralmente esse tipo de prova pode ser feito por pessoas que já concluíram ou estão prestes a concluir o ensino médio e que desejam realizar um curso de nível superior. Pela faixa etária da maioria desse público, não precisamos nem dizer que a versão digital está totalmente alinhada aos hábitos dessa geração!

Eles são nativos digitais, ou seja, quando nasceram já existia acesso massivo à internet e computadores, além de terem crescido com o desenvolvimento dos smartphones. O maior acesso à tecnologia faz com que muitos estudantes optem por versões digitais das provas.

Em termos de legislação, os vestibulares estão amparados pela  lei nº 9.394 de 1996 que define as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, inclusive do ingresso no ensino superior. 

O que fica estabelecido é que para a realização da prova, com intenção de ingresso no ensino superior, é preciso que o aluno tenha o certificado de conclusão do ensino médio. O conteúdo deve estar alinhado às exigências da Base Nacional Comum Curricular. 

Apesar disso, não há nenhuma especificação sobre a modalidade escolhida para o processo seletivo, por isso não há regras específicas para o vestibular digital. 

Leia também: Tudo o que você precisa saber sobre captação de alunos para cursos presenciais e EaD

Como funciona?

Quando falamos do vestibular digital como uma prova 100% online, a avaliação é feita à distância. Um de seus principais trunfos é a possibilidade de o aluno marcar o próprio exame. Assim sendo, o vestibular é disponibilizado e feito sob demanda.

As formas de aplicação podem ser distintas: desde um site com local específico para fazer as questões ou um conjunto de materiais a serem baixados

Geralmente, o estudante marca o dia e horário para realização da prova ou tem um prazo específico após a inscrição no teste (iniciar a prova em até 15 minutos após a inscrição, por exemplo). 

Como toda prova, o estudante tem um prazo para a realização do teste completo ou de cada questão. Para afirmar o compromisso com a seriedade da prova, em algumas plataformas ele fica impedido de abrir novas guias no navegador de internet, para evitar “consultas”. 

As plataformas desenvolvidas para aplicação dos testes geralmente dão oportunidades contadas aos alunos que abrem outras guias. Após a tentativa de abrir outra guia, o teste é fechado e reiniciado, com outras questões, garantindo a lisura do processo. 

Após atingir a quantidade limítrofe de abertura de guias, o teste é encerrado automaticamente e o aluno deve procurar o atendimento da IES para realização de outro vestibular. 

Uma outra forma de fazer uma avaliação mais complexa das capacidades do aluno é a aplicação de uma redação, que pode ter maior peso em relação à nota do futuro estudante. 

Após os resultados serem computados ou enviados, pode haver necessidade de correção por profissionais da área, dependendo da modalidade escolhida para aplicação do teste. Isso também ocorre quando a redação é um dos critérios de avaliação

A entrega dos resultados depende da complexidade do processo de avaliação das respostas enviadas. Se a prova for exclusivamente de múltipla questão e 100% online, é bem possível que os resultados fiquem disponíveis de forma mais rápida. 

Banner de divulgação do ebook gratuito: Captação de alunos: saiba como estruturar uma campanha de sucesso. Link para download: https://materiais.saraivaeducacao.com.br/lp-e-book-tofu-captacao-de-alunos?utm_source=blog-post&utm_medium=banner&utm_campaign=material-rico

Como elaborar o vestibular digital?

Para elaborar um vestibular digital é preciso considerar algumas questões, como, por exemplo, se a modalidade escolhida envolve o envio do material ou a realização da prova em um site.

Em ambos os casos é preciso delimitar as exigências pedagógicas do teste e buscar as questões pretendidas em bancos de questões ou designar os professores responsáveis pela elaboração das provas. 

Qualquer modelo de vestibular digital também exige uma preparação técnica por parte da IES. No caso das provas realizadas no site, é preciso ter uma plataforma que atenda às especificidades do processo

Já nas provas que podem ser baixadas, é preciso que o sistema responsável pelo cadastro, distribuição e recolhimento de provas esteja funcionando perfeitamente. Além disso, é preciso ter suporte técnico de qualidade para prestar um bom atendimento caso algo dê errado nesse momento tão importante para o candidato. 

Uma das questões relativas ao vestibular digital é a habilidade do usuário e o nível de entendimento sobre a prova. Para facilitar o processo de acesso a esse teste, desenvolva instruções que possam ser repassadas aos candidatos. Entre elas estão:

  • Atenção especial às condições do equipamento a ser utilizado, como bateria, conectividade, lentidão e travamentos do computador, necessidade do uso de fones, etc.
  • Se há requisitos mínimos de sistemas operacionais do equipamento a ser utilizado, envie essa informação com antecedência. 
  • Aconselhe o estudante sobre a necessidade de preparar um espaço para a realização da prova, onde ele possa ficar tranquilo. 
  • Informes sobre o que é e o que não é permitido no processo de realização da prova, como abertura de novas guias, plágio na redação, uso da ferramenta ctrl+c e ctrl +v para copiar e colar informações, etc.
  • Informações sobre duração total da prova ou se o tempo é delimitado por questão. Também é importante comunicar se o aluno pode ou não pausar a prova no processo de realização, e por quanto tempo. 
  • Quais são os dispositivos que a plataforma escolhida suporta? Não esqueça de comunicar aos futuros alunos se há possibilidade de realização da prova em tablets ou smartphones, ou apenas pelo computador ou notebook. 
  • Informe ao candidato como é feita a correção, qual a data esperada para entrega dos resultados e a forma de acessá-los

Para garantir a idoneidade do processo, exija dados para confirmar a identidade e o registro do ip do usuário. Isso pode evitar tentativas de fraude relacionadas ao teste.

Quando desenvolver?

A opção por um vestibular digital pode ser relacionada, por muitos, aos cursos que operam a distância ou de forma semipresencial. Mas não se engane! Essa é uma tendência que tem sido adotada por várias IES, para todas as modalidades de ensino.

Apesar da possibilidade de adotar o vestibular online ser válida para várias formas de ensino, é natural que cursos presenciais demorem um pouco mais a se adaptar a essa nova realidade. 

Para que esse processo seja mais tranquilo, caso opte pela aplicação do vestibular digital, a IES pode avaliar quais são as especificidades de seu processo seletivo, e as ações necessárias para transpor esse modelo ou criar um novo modelo para a versão digital.  

Quais são os benefícios do vestibular digital?

Já elencamos algumas razões para adotar o vestibular digital, como prevenir atrasos e criar uma atmosfera mais confortável para os candidatos. Quer conhecer algumas dessas vantagens? Acompanhe esses 7 motivos para adotar essa forma de avaliação:

1. Ampliação das oportunidades 

Definitivamente, a possibilidade de realizar o vestibular sob demanda amplia a oportunidade de acesso para candidatos que desejam ingressar no ensino superior. Os regimes de estudo e trabalho não são prejudicados quando há autonomia no processo de escolha de data e hora para realizar a prova

2. Adaptabilidade

A nova geração de estudantes não está apenas mais familiarizada com o ambiente virtual e seus recursos, o acesso à internet têm se tornado cada vez mais difundido. Três a cada quatro brasileiros têm acesso à rede, e o celular é a forma mais comum de acessá-la. 

Os vestibulares digitais que podem ser realizados pelo smartphone ampliam o acesso de vários grupos, que antes poderiam ser limitados por fatores como custos e tempo de deslocamento para o local das provas. 

Um exemplo disso é a população rural, que a partir da ampliação de sinais 4G e de internet via rádio ou satélite consegue ter conectividade em casa e passa a ser público de formações EAD. Na zona rural o aparelho celular é usado por 97,9% das pessoas com acesso à internet. 

3. Redução de custos

Além de recursos ligados à prova em si, como o uso de papel e tinta para imprimir as provas, a aplicação de um vestibular tem outros custos que devem ser considerados.

Um deles é relacionado à estrutura do prédio, que deverá ser abastecido com todos os recursos necessários para sua manutenção, como energia elétrica, água, papel higiênico, materiais de limpeza, etc.

Além disso, é preciso uma grande mobilização de capital humano, como fiscais de corredor, aplicadores de prova, acompanhantes para o banheiro, etc. 

Tudo isso permite que haja redução do preço da inscrição, e até mesmo a possibilidade de oferecer gratuidade, uma vez que a IES já efetuou todo o investimento na estrutura necessária para aplicação do exame.

4. Simultaneidade 

Com o vestibular digital é possível aplicar mais provas simultaneamente, de cursos distintos, limitando-se apenas pela capacidade da plataforma. Com isso, é possível organizar as datas de aplicação para evitar congestionamentos no site.

5. Interatividade

Se nas provas escritas as fotos, ilustrações e gráficos são muito utilizados, o vestibular digital é uma possibilidade de explorar novos recursos, que podem colaborar para a qualidade do material, como vídeos e infográficos. 

Essa é uma possibilidade de tornar esse momento mais leve, ao trazer recursos que podem ser melhor assimilados por alguns alunos, diversificando as maneiras de desenvolver as questões. Isso favorece as diversas formas de aprendizado que as pessoas podem apresentar.

6. Correção facilitada

Com o vestibular digital é possível entregar uma correção mais eficaz e rápida. Se todas as questões são de múltipla, escolha é possível entregar um resultado imediato.

Para além das questões de múltipla escolha, a correção no vestibular digital torna-se facilitada pela padronização na forma de acentuar ou pontuar uma questão aberta ou redação. Isso torna o processo mais fácil para quem vai avaliar o texto.

7. Tranquilidade para realização

Não menospreze o impacto da tranquilidade na hora de realizar uma prova importante, como o vestibular. Em algumas edições do Enem, a polícia precisou intervir para garantir que carros de som ou festas de rua não perturbassem a aplicação das provas em certas localidades. 

Seja em casa, ou em uma biblioteca, o vestibular digital precisa de poucos recursos para ser aplicado. Logo, os candidatos podem ficar à vontade para decidir qual o melhor local para ter um bom ambiente de realização do teste, com todo o conforto necessário.  

Agora você já conhece os principais aspectos relacionados ao vestibular digital! Não perca a oportunidade de estudar essa possibilidade para a sua IES, o que pode ajudar bastante na captação de alunos. Aproveite para conhecer melhor a importância do marketing educacional para a sua IES!

Você também pode gostar

Curso de Direito EaD?
A Saraiva Educação preparou várias trilhas de aprendizado explicar como implementar na sua IES.

Artigos em destaque

Inscreva-se em nossa newsletter e receba nossos conteúdos em primeira mão!

Deseja manter-se sempre atualizado? Receba quinzenalmente uma seleção de materiais sobre a educação superior — é só informar seu melhor endereço de e-mail!