Como engajar alunos: fotografia de três alunos em uma biblioteca analisando algo em um tablet.

8 dicas sobre como engajar alunos em sua IES

Como engajar alunos na sua instituição? Manter a motivação de estudantes em cursos de ensino superior é um desafio para as instituições de ensino. 

Dificuldades de acesso, falta de estímulo em sala de aula, visão limitada de mercado e infraestrutura ruim são algumas das causas da desmotivação e, consequentemente, da baixa retenção de alunos.

Durante a pandemia do novo coronavírus, essas adversidades foram ampliadas com as aulas remotas. E é importante reconhecer que, antes mesmo do período de isolamento social, o cenário da educação passava por fortes transformações, associadas a novas tecnologias e novas demandas do corpo discente.

Como a gestão das IES pode trabalhar essas novas possibilidades e expectativas a seu favor? Confira 8 dicas para ajudar no processo de engajar alunos.

1. Promova a capacitação e motivação de professores

Ao se perguntar como engajar alunos, tenha em mente que um corpo docente motivado é uma das principais estratégias que podem ser adotadas. 

Professores com presença e metodologias eficientes em sala de aula produzem alunos mais responsivos e interessados nos conteúdos de ensino. E isso é estendido ao olhar sobre a instituição como um todo.

Para motivar os educadores, é fundamental valorizar e capacitar esses profissionais, com medidas desde estímulo financeiro, associado a bons salários e benefícios, a programas de formação. Invista ainda em infraestrutura e sistemas de ensino apropriados e que correspondam às necessidades dos docentes.

2. Saiba como engajar alunos com novas metodologias

Uma das principais causas da falta de interesse entre estudantes são metodologias pouco interessantes e conteúdos desatualizados. 

É importante desenhar, com cuidado, os programas dos cursos e as técnicas de ensino adotadas na sua instituição. Esse é mais um motivo para contar ainda com um corpo de professores capacitados e alinhados a essa construção metodológica.

Considere trabalhar com metodologias ativas, que colocam o aluno como ator principal da própria educação e o professor como mediador entre ele e o conhecimento. Essa construção do ensino em sala de aula, mais dinâmica e interessante, fomenta naturalmente a interação entre estudantes e educadores e incentiva a autonomia do aluno. Existem diversos métodos e técnicas disponíveis para serem testadas e implementadas na sua instituição.

3. Desenvolva projetos colaborativos

Dentro da noção de trazer novas perspectivas e metodologias para o ensino, o desenvolvimento de projetos interdisciplinares e colaborativos permite a construção do conhecimento de forma dinâmica e ativa. Além disso, amplia o relacionamento entre estudantes e professores de diferentes turmas ou cursos.

Os projetos colaborativos consolidam-se, assim, como uma alternativa para gerar interesse e engajamento. Gestores de IES podem incentivar esse tipo de ação, por exemplo, por meio da modelagem dos programas dos cursos ou da orientação ao corpo docente.

4. Dê voz e autonomia aos estudantes

Para engajar alunos com a sua instituição, é importante que eles se sintam ouvidos e reconhecidos. Crie canais de comunicação com os estudantes, em que possam apresentar problemas e sugestões à gestão, para a organização do ambiente de ensino.

A construção de uma cultura democrática também tem papel fundamental em assegurar o envolvimento dos alunos com as decisões tomadas nas faculdades e universidades. É importante desenvolver e encorajar mecanismos de organização estudantil, além de incluir, de forma ativa, o corpo discente em determinados processos de tomada de decisão.

É interessante também o estímulo à criação de coletivos e atividades de interesses específicos, como grupos de estudo e pesquisa ou ações culturais e esportivas, por exemplo. Essas são medidas que ampliam os espaços ocupados pelos estudantes dentro da instituição e que geram interesse e motivação.

5. Invista em infraestrutura

Uma infraestrutura adequada e propícia às atividades de ensino, pesquisa e extensão, além das recreativas e de construção de relacionamento interpessoal, é a chave para você que quer saber como engajar alunos. É fundamental ter salas de aula bem equipadas e bibliotecas, além de espaços de ensino prático, como laboratórios de informática, de ciências e de fotografia, por exemplo.

Mas, mais que isso, é necessária a construção de espaços adequados para descanso, alimentação, lazer e convivência entre estudantes. São estruturas que tendem a reter o aluno dentro da instituição e trazem valor para a relação construída entre estudantes e o espaço.

6. Use a tecnologia como aliada para engajar alunos

Cada vez mais, professores e gestores de ensino devem ficar atentos às novas tecnologias e usá-las como aliadas, uma vez que fazem parte do cotidiano e das expectativas dos estudantes. Computadores, celulares, câmeras, vídeos e redes sociais devem ser vistos como instrumentos de trabalho em sala de aula.

O investimento em equipamentos e sistemas que operam de forma adequada durante as aulas e outros espaços das faculdades amplia a comunicação e o interesse dos alunos nas atividades da instituição, dentro e fora dela. É importante desenvolver e trabalhar ainda com sistemas robustos para ensino a distância (EAD).

Além disso, a tecnologia pode ser usada no funcionamento da própria IES, por meio de sistemas de gestão acadêmica, que reúnem as diferentes áreas funcionais. Por meio dessas ferramentas, pode-se ainda construir um portal para alunos, com acesso a diversos conteúdos e informações, que trazem praticidade na relação do estudante com o andamento da sua vida acadêmica.

Leia também: Ensino híbrido: novas perspectivas para o Ensino Superior

7. Adote ferramentas de comunicação

Já foi mencionada, ao longo do texto, a importância da comunicação e da criação de canais de comunicação na motivação de alunos. Por isso, é tão relevante investir em tecnologias que permitam esse contato mais próximo entre a IES e seus estudantes. 

Além de um site completo e bem estruturado, a instituição deve marcar presença nas principais redes sociais, como Facebook, LinkedIn, Instagram e Twitter. É essencial construir e articular um bom projeto de comunicação, com interação constante entre os membros da comunidade acadêmica.

Outros recursos que podem ser adotados são os chats e fóruns de discussão, que permitem uma troca mais expressiva, sobre diferentes tópicos, entre estudantes, professores, gestores e demais figuras da IES. Nos chats, alunos ganham voz e espaço para tirar suas dúvidas e debater.

8. Realize eventos

Por fim, para engajar alunos, a IES pode realizar ou participar da idealização, produção ou apoio a eventos, sejam eles acadêmicos, culturais ou recreativos. 

Realizar ou receber congressos, por exemplo, é uma maneira interessante de promover a troca entre estudantes e professores de diferentes instituições e de gerar interesse ampliado pelos temas discutidos e trabalhados, que reflete diretamente na qualidade do ensino e da pesquisa.

Saber como engajar alunos e fazer com que se sintam motivados não é tarefa fácil. Mas, com essas dicas, é possível adotar algumas medidas que ajudam a ampliar o interesse de estudantes na sua instituição. E, para que esse processo fique ainda mais fácil, assista o nosso webinar sobre metodologias ativas!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *