avaliação in loco em 2021: homem digitando em computador

Inep anuncia que a avaliação in loco em 2021 será virtual

Após a queda do número de avaliações in loco provocada pelo advento da pandemia do Coronavírus, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) passará a permitir que as avaliações sejam feitas de forma virtual em 2021. A informação foi divulgada por meio da Portaria nº165, de 20 de abril de 2021.

A mudança foi necessária, considerando-se que a presença física dos avaliadores nas instituições de educação superior (IES) foi dificultada pelas regras de distanciamento social aconselhadas pelas autoridades de saúde para conter o avanço da pandemia.

Continue a leitura deste artigo para saber quais são as datas previstas, quais cursos estão aptos para o novo modelo de avaliação in loco em 2021 e quais são os principais benefícios provocados pela mudança! 

Quais são as datas previstas? 

O início da Avaliação Externa Virtual in Loco está previsto para o final de abril de 2021. Essa data se aplica a todas as avaliações, sejam de IES ou de cursos, e incluem credenciamento, recredenciamento, autorização, entre outros. 

A Portaria que apresentou a mudança foi publicada no dia 20 de abril e pode ser lida na íntegra clicando aqui

Qual a ferramenta escolhida?

A Avaliação Externa Virtual in Loco será o ambiente de avaliação no qual poderão ser implementados procedimentos inovadores para o aperfeiçoamento e modernização das visitas. Dessa forma, a Avaliação Virtual será implementada com o uso intensivo de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC).

Nesse sentido, o Inep anunciou em 13/04 que o Aplicativo Avaliação in loco está com uma versão atualizada. As alterações incluem a possibilidade de recebimento de informações referentes ao acompanhamento de confirmação da comissão avaliadora,  atualização da agenda de disponibilidade, aceitar ou recusar convite e receber informações de designação. 

A partir dessa atualização, o avaliador não precisará mais acessar a sua caixa de mensagem no Sistema e-MEC para verificar se foi designado.

Acesse a notícia completa e os links para baixar a nova versão do aplicativo, clicando aqui.  

Quais cursos estão aptos para as avaliações in loco remotas?

O novo formato de avaliação se aplica a todos os cursos, exceto os previstos no art. 41 do Decreto 9.235/2017 que são Medicina, Enfermagem, Odontologia e Psicologia. Para estes cursos, a avaliação continuará no formato presencial.  

Leia também: Guia completo da avaliação do MEC para IES

Quais são os benefícios?


A avaliação in loco no modelo remoto confere maior agilidade e rapidez aos processos. Dessa forma, a mudança será benéfica tanto para avaliadores quanto para as instituições de educação. 

Além disso, o novo modelo de avaliação promove redução de custos com deslocamento, pois os avaliadores não terão mais que estar presencialmente nas IES. 

Ainda, as avaliações poderão até ser mais confiáveis, considerando que o modelo remoto possibilita o acompanhamento por um técnico do Inep e auditorias futuras. 

Entretanto, apesar dos possíveis benefícios, a avaliação remota, anteriormente realizada in loco, também traz novos desafios para as IES. Entre eles, a maior complexidade de comprovação do atendimento às exigências dos indicadores do instrumento de avaliação, especialmente os indicadores de infraestrutura física.

Dessa forma, o novo modelo de avaliação exigirá capacitação e adaptação dos avaliadores para que sejam capazes de definir se as IES atendem aos requisitos exigidos.

Agora que você já sabe que a avaliação in loco em 2021 será virtual, que tal ler sobre quais são os indicadores de qualidade do MEC e como eles se relacionam?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *