Plano de nivelamento de aprendizagem: fotografia de uma estudante em frente a um notebook e analisando anotações em um caderno.

Saiba o que é e a importância do plano de nivelamento de aprendizagem

Você sabe o que é um plano de nivelamento de aprendizagem e como ele pode colaborar para reduzir a evasão de alunos na sua IES?

Dados do Censo da Educação Superior de 2019 mostraram que, em dez anos, apenas 37% dos alunos que ingressaram no ensino superior, na rede privada, concluíram a graduação no mesmo curso em que entraram. Outros 62% desistiram da formação em que estavam matriculados e 1% ainda não terminou a faculdade.

Para completar, Rodrigo Capelato, diretor-executivo do Semesp, entidade que representa as mantenedoras de ensino superior no Brasil, relata que a taxa de desistência pode aumentar em torno de 14% só na rede privada no período pós-pandemia.

A situação financeira contribui para esse comportamento, mas existe outro fator que demanda maior atenção das Instituições de Ensino Superior (IES): a defasagem educacional.

Muitos alunos entram no ensino superior com uma série de deficiências e não conseguem acompanhar o ritmo das aulas. Portanto, uma das alternativas encontradas pelas IES é a aplicação de um plano de nivelamento de aprendizagem. 

Quer saber o que é, qual a importância, os objetivos e como um plano de nivelamento de aprendizagem pode ser aplicado na sua IES? Continue a leitura deste artigo!

O que é um plano de nivelamento de aprendizagem?

Um plano de nivelamento de aprendizagem é uma espécie de reforço para que os estudantes não se sintam desmotivados e não abandonem o curso.

Ele é realizado por aulas disponibilizadas gratuitamente para os alunos das IES, servindo como apoio para minimizar as lacunas em relação aos conceitos básicos do ensino.

As aulas costumam ser oferecidas no contraturno, no formato presencial, ou na modalidade de Educação a Distância (EAD). Nele, podem ser vistos conteúdos básicos de:

  • Matemática;
  • Língua Portuguesa;
  • Química;
  • Física;
  • Biologia;
  • Informática e outros, conforme o interesse de cada curso. 

Ou seja, os alunos aprendem os conceitos básicos para poder acompanhar as matérias do curso superior escolhido e, consequentemente, podem alcançar os melhores êxitos acadêmicos.

Qual a importância de nivelar a aprendizagem?

O plano de nivelamento de aprendizagem consiste em facilitar o acesso e a continuidade dos estudantes no ensino superior, subsidiando os discentes acerca de elementos básicos, de forma que prossigam em seus estudos de acordo com a carga horária dos cursos específicos.

Ofertando uma aprendizagem com maior flexibilidade de horários, o plano de nivelamento de aprendizagem potencializa ainda mais as disciplinas do curso, que após a conclusão do curso possibilitará que os estudantes tenham maiores oportunidades no mercado de trabalho.

Além disso, nivelar a etapa inicial de aprendizagem no ensino superior possibilita que as IES também alcancem excelentes resultados no Enade e nas avaliações do Ministério da Educação (MEC).

Banner de divulgação do ebook gratuito "Tendências 2021 para o ensino superior". Link para download: https://materiais.saraivaeducacao.com.br/lp-ebook-tofu-tendencias-2021?utm_source=blog-saraiva-educacao&utm_medium=banner-artigo&utm_campaign=material-rico

Quais são os objetivos do nivelamento de aprendizagem?

O grande objetivo de um plano de nivelamento de aprendizagem no ensino superior é reduzir problemas como a evasão e até mesmo a reprovação dos alunos já nos primeiros semestres do curso.

Além disso, o nivelamento permite:

  • reduzir as condições de acesso à informação e ao conhecimento dos estudantes; 
  • proporcionar a construção dos conhecimentos, possibilitando uma melhor qualidade no ensino superior;
  • minimizar a dificuldade dos estudantes em relação aos conteúdos fundamentais da Educação Básica nas mais diversas áreas. 

Assim, os conteúdos e as abordagens vistos no nivelamento são estruturados de modo a contemplarem a organização, a dinamização e as diversidades cognitivas dos discentes para que possam dar sequência nos cursos escolhidos.

Como aplicar um plano de nivelamento de aprendizagem no ensino superior?

Ao entrar em uma IES, o aluno realiza normalmente a sua matrícula e pode ser inscrito automaticamente no plano de nivelamento de aprendizagem, acessando o primeiro módulo para dar início ao semestre letivo. 

A matriz com os conteúdos, os encontros e a duração do plano ficam a critério da IES. Porém, antes é preciso entender quais são as habilidades e competências que devem ser trabalhadas com os alunos. Dessa forma, eles poderão alcançar a performance esperada no curso superior. 

Acompanhe como a sua IES pode aplicar um plano de nivelamento de aprendizagem:

1. Promova uma avaliação diagnóstica

A primeira etapa para o desenvolvimento do plano de nivelamento de aprendizagem é o diagnóstico dos alunos ingressantes na graduação, a fim de detectar qual o nível de conhecimento eles têm sobre determinado conteúdo.

Isso pode ser realizado por meio de recursos tecnológicos e automatizados. Com base nessas informações, a IES obtém uma noção clara sobre as lacunas de aprendizado dos estudantes. Logo, é possível propor estratégias de reforço do conteúdo de forma assertiva.

2. Tenha ferramentas que possibilitem a análise de dados

Após a avaliação diagnóstica, também é fundamental que a IES disponha de ferramentas que possibilitem fazer a análise com base nos dados dos alunos. 

O sistema também deve permitir acomodar as individualidades de cada estudante, a fim de que seja oferecido o melhor nivelamento de ensino.

3. Escolha o melhor processo para o aluno

Um plano de nivelamento de aprendizagem permite viabilizar diferentes trilhas de conhecimento de acordo com as necessidades de cada aluno. 

Isso permite que o conhecimento seja adquirido de acordo com o seu próprio ritmo. Ou seja, o estudante pode estudar por mais tempo alguma área que considera mais difícil, sem atrapalhar o cronograma de estudos.

4. Realize o acompanhamento dos alunos

Mesmo que o plano de nivelamento de aprendizagem esteja focado no próprio esforço do aluno, é importante que a IES ofereça acesso aos professores tutores. 

Isso demonstra que o estudante estará amparado em caso de dúvidas, além de possibilitar que o professor verifique como está o desenvolvimento da turma em relação a conteúdos que estejam sendo revistos no programa. 

Também é possível que a IES obtenha dados importantes e proponha a atualização sobre a oferta de novos cursos de nivelamento para os ingressantes dos cursos superiores.

Viu como um plano de nivelamento de aprendizagem pode ser uma excelente estratégia para reduzir a evasão e melhorar o ensino da sua IES? Aproveite para conferir também o nosso artigo sobre a elaboração de um plano de ensino superior!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *