Perfil dos alunos do curso de Direito: conheça as características: mulher estudando em biblioteca

Como é o perfil dos alunos do curso de Direito? Conheça as características e as competências

De acordo com um balanço realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o curso de Direito, em 2019, ocupou o 1º lugar em número de matrículas. O censo calculou que 831.350 novos estudantes se inscreveram para cursar a graduação. 

Desse modo, considerando o elevado interesse pela área, é possível perceber que as instituições de educação superior (IES) devem investir na captação de alunos para o curso de Direito. 

Para tanto, torna-se necessário entender qual é o perfil dos alunos do curso de Direito, quais são as características desses estudantes e quais as competências necessárias para garantir a empregabilidade dos concluintes

Pensando nisso, preparamos este artigo para apresentar quais são as características desejáveis em um profissional do Direito e como a IES deve trabalhar na capacitação dos discentes. Confira! 

Quais são as características desejáveis em um profissional de Direito?

A partir da década de 1990 e da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/96), o Brasil passa por um expressivo crescimento de criação e oferta de vagas em cursos de ensino superior. Assim, o número de alunos matriculados e concluintes nos cursos de Direito cresceu de forma significativa. 

Para se ter uma ideia, até o ano de 1982 o Brasil possuía apenas 130 instituições que ofertavam o curso de Direito. Em 1995 esse número subiu para 235 (quase dobrou) e em 2017 chegou ao expressivo marco de 1.203 cursos. Hoje, o Brasil se tornou o país com maior número de faculdades de Direito do mundo. 

Entre as principais mudanças trazidas por esse crescimento no cenário do Direito, têm-se um grande número de concluintes e advogados que precisam disputar uma colocação no mercado de trabalho. 

Assim, é importante que a IES se preocupe em desenvolver habilidades e competências necessárias em um profissional de Direito. Vejamos as principais entre elas: 

1. Comunicação e oratória 

Um bom profissional da área jurídica deve ser capaz de se expressar de forma clara e fundamentada. Assim, trabalhar a oratória e a comunicação dos estudantes é fundamental para determinar o sucesso no mercado de trabalho. 

2. Escrita

Além da comunicação verbal, o profissional do Direito deve possuir habilidade de comunicação escrita. Em todas as áreas de atuação, uma boa redação e ortografia são requisitos necessários para realizar as tarefas profissionais. 

3. Conhecimento técnico 

Para garantir a efetividade da comunicação verbal e escrita, o conhecimento técnico é indispensável. Dessa forma, um bom profissional deve possuir uma formação sólida na área escolhida e demonstrar domínio sobre a matéria. 

Como a IES pode desenvolver as competências necessárias nos estudantes?

A instituição de ensino é a principal responsável pelo aprendizado de seu aluno. É por meio do conteúdo programático pedagógico, das aulas e dos exercícios aplicados que o estudante se prepara para o mercado de trabalho. 

Dessa forma, desde o início do curso é importante que a IES desenvolva as competências necessárias ao corpo discente. Abaixo listamos como esse preparo pode ser feito. 

1. Aplicando as metodologias ativas 

As metodologias ativas objetivam transformar o modelo expositivo clássico de aula. O aluno se torna parte central, integrante ativa do seu processo de aprendizagem.

O uso de metodologias ativas gera maior autonomia para o estudante e apresenta situações práticas essenciais à sua formação. Transformar o aluno em protagonista na sua própria educação gera engajamento com as disciplinas e faz com que o estudante melhore seu desempenho no curso.

Dessa forma, as metodologias ativas são responsáveis por garantir um aprendizado sólido e eficiente. 

2. Contando com uma biblioteca digital na IES

Para o estudante de Direito, a leitura de diversas obras ao longo do curso é essencial. O estudo por meio de manuais, compilados e códigos comentados, por exemplo, facilita o aprendizado e fixa o conteúdo estudado. 

Nesse sentido, a biblioteca digital facilita o acesso às obras e é responsável pelo aumento da carga de leitura. Assim, o conhecimento técnico necessário também é incentivado. 

3. Desenvolvendo atividades extracurriculares

Para desenvolver as habilidades de escrita e oratória, a IES pode ofertar atividades que estimulem o debate e a redação. Alguns exemplos de atividades extracurriculares que atendem essa finalidade são: 

  • Júris simulados; 
  • Competições de debate; 
  • Iniciação à pesquisa;
  • Núcleos de prática jurídica.

Leia também: Saiba mais sobre as fontes do Direito e como abordá-las na IES

Qual é o perfil de quem se interessa pelo curso de Direito?

Os estudantes que demonstram interesse em cursar uma graduação em Direito possuem algumas características em comum. São elas: 

  •  Poder de argumentação
  • Capacidade comunicativa; 
  • Gosto por leitura e escrita;
  • Visão crítica e questionadora.

Como captar esses interessados em minha IES?

Considerando as características do perfil dos alunos do curso de Direito, torna-se necessário elaborar estratégias que atendam às expectativas dos estudantes. 

Além disso, devido ao grande número de instituições que ofertam o curso, é importante que a IES se diferencie para que seja a opção escolhida. 

Confira a nossa dica para captação de alunos a seguir!

Conte com materiais de qualidade

A qualidade dos materiais apresentados ao aluno irá definir seu aprendizado ao longo do curso. É importante que o material oferecido esteja sempre atualizado, acompanhando as mudanças no mundo jurídico e que possua credibilidade quanto ao conteúdo. 

Assim, é necessário investir em conteúdos com autores renomados e em editoras já consolidadas no mercado como forma de captar os alunos e fornecer um ensino de qualidade. Além disso, a IES pode oferecer uma biblioteca digital de Direito com obras acessíveis. 

Como reter esse perfil de estudante?

Durante a graduação, é necessário que a IES se preocupe em evitar a evasão e reter os estudantes no curso. 

Para tanto, pensando no perfil dos alunos do curso de Direito, a instituição precisa garantir o engajamento com as disciplinas. Um exemplo de como isso pode ser feito é por meio das disciplinas online.  

Disciplinas online

As disciplinas online possibilitam a utilização de  conteúdos multimídia. Eles servem para ilustrar o conteúdo pedagógico, promovendo a associação de ideias na exposição de um assunto. 

Dessa forma, disciplinas consideradas maçantes e extensas dentro da graduação em Direito tornam-se mais atrativas para os estudantes, o que constitui um importante recurso didático para expor assuntos relevantes. Além disso, o Ministério da Educação incentiva a utilização de soluções tecnológicas levando em conta sua praticidade e inovação na educação superior.  

Banner de divulgação do ebook "Disciplinas online de Direito: como desenvolver na IES?". Link para download gratuito: https://materiais.saraivaeducacao.com.br/lp-ebook-mofu-disciplinas-online-direito?utm_source=blog-post&utm_medium=banner&utm_campaign=material-rico

Esperamos que este artigo tenha tirado todas as dúvidas sobre o perfil dos alunos do curso de Direito e como a IES pode investir na captação e retenção desses estudantes. Aproveite para conferir também o nosso artigo sobre a situação do curso superior de Direito EaD no Brasil!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *