Enade: fotografia de uma estudante fazendo uma prova em uma sala de aula.

Guia completo sobre o Enade: saiba tudo sobre Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) é uma avaliação do Ministério da Educação, que tem como o principal objetivo medir a qualidade do ensino superior do Brasil.

Dessa forma, a prova também serve como um índice importante de autoavaliação para as instituições de educação superior (IES). Afinal, com as notas do Enade uma IES pode averiguar a qualidade de seus cursos e o desempenho de seus estudantes.

Mas vale lembrar que, com uma nota baixa no Enade, uma IES pode ser repreendida pelo Ministério da Educação (MEC). Por outro lado, com uma boa avaliação, a IES fica em destaque no ranqueamento de instituições, algo que contribui inclusive para a captação de novos alunos.

Foi necessário prorrogar a edição de 2020 do exame em função da pandemia. No último dia 8 de julho, foi publicada a Portaria MEC nº 494, que define sua nova data de aplicação: 14 de novembro de 2021.

Quer saber mais sobre o que é o Enade, sua importância, como é feito, como o conceito é divulgado e tirar muitas outras dúvidas? Continue a leitura!

O que é o Enade?

Como introduzimos, o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes é um teste nacional organizado pelo MEC para a avaliação dos estudantes concluintes dos cursos de graduação. A prova faz parte do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) e é realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

As questões do Enade são baseadas nas habilidades e competências previstas nas diretrizes curriculares nacionais dos cursos. Por isso, o Exame engloba conteúdos programáticos e conhecimentos que os alunos devem aprender durante todo o curso.

O Exame foi criado em abril de 2004 e desde então se tornou um componente curricular obrigatório. Conheça um pouco o histórico do Enade desde antes de sua criação até hoje:

  • 1993 – Começa a avaliação do ensino superior
  • 1996 – Implantado o Exame Nacional de Cursos
  • 2001 – O Plano Nacional de Educação é editado
  • 2003 – Criada comissão para aperfeiçoar avaliação superior
  • 2004 – Inep implanta o Sinaes e o Enade
  • 2007 – Enade é um dos insumos para avaliação de instituições
  • 2017 – Enade passa a ser aplicado de forma censitária
  • 2018 – Enade tem mais de meio milhão de inscritos

 

O que é o Conceito Enade?

O Conceito Enade leva em consideração as notas obtidas pelos alunos no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes. E ele pode ser considerado um conceito comparativo entre os cursos da sua IES e dos concorrentes.

Esse conceito é calculado a partir de uma média dos resultados dos estudantes nas provas de Formação Geral e Componente Específico. Ou seja, é considerada uma somatória das notas dos estudantes nessas provas, dividida pelo número de estudantes participantes de cada curso por IES.

A partir dessas notas o MEC estabelece e concede os conceitos, que são divididos em:

  • Notas 1 ou 2: IES com resultado abaixo das expectativas.
  • Nota 3: rendimento médio nacional.
  • Notas 4 ou 5: IES com resultados acima da média.

Vale lembrar que todas as IES que tiveram dois ou mais alunos participando do Enade recebem o resultado e conceito do MEC. O resultado é divulgado pelo próprio Ministério da Educação e a consulta é liberada para o público.

Banner de divulgação do infográfico sobre Enade 2021. Link para download gratuito: https://materiais.saraivaeducacao.com.br/infografico-mofu-enade-2021?utm_source=blog-post&utm_medium=banner&utm_campaign=material-rico

Para que serve o Enade?

Para que serve o Enade” pode ser uma dúvida comum entre os coordenadores de IES. E para solucioná-la, vamos à resposta: o Enade serve para avaliar a qualidade dos cursos de graduação do país.

Com esse exame, é possível traçar um conceito comparativo entre os cursos superiores de todo o país. Isso possibilita a organização dos rankings de melhores faculdades do Brasil.

Tal informação possibilita que os vestibulandos consigam avaliar em quais instituições desejam se inscrever. E, convenhamos, ninguém deseja fazer um curso com uma avaliação negativa, certo?

Além disso, o Enade também serve para que a IES possa estar ciente sobre o desempenho de seus alunos. Pois, com a nota do Enade em mãos, a instituição de ensino superior tem um termômetro da qualidade de seu ensino. Além disso, essa informação facilita a tomada de decisões e as ações necessárias para melhorar o ensino, caso necessário.

Como funciona o Enade?

Agora é hora de descobrir como funciona o Enade! O Exame, muitas vezes considerado o “Enem” do ensino superior, tem um formato semelhante ao teste do Ensino Médio. Entretanto, suas particularidades são notáveis.

Continue a leitura e descubra quem deve fazer o Enade, como fazer a inscrição e qual o formato da prova!

Quem deve fazer o Enade?

O Exame é obrigatório para todos os alunos que estão no último período dos cursos avaliados no ano em questão. Mas vale lembrar que a inscrição dos alunos ingressantes, no primeiro período dos cursos, também é obrigatória. Porém, muitas vezes eles são dispensados da prova.

A avaliação dos alunos ingressantes acontece para que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) tenha uma amostra dos conhecimentos dos estudantes ao entrar no curso para fim de comparação com os resultados dos alunos concluintes.

E um outro lembrete importante é que os cursos não são avaliados todos no mesmo ano, sendo divididos em três ciclos avaliativos. Dessa forma, nenhum curso fica mais de três anos sem ser avaliado.

A inscrição de cada um dos alunos é responsabilidade da IES. Entretanto, o comparecimento e a realização do Exame é de obrigação dos alunos. Alunos que deveriam, mas não fizeram a prova, podem ser impedidos de colar grau e não recebem seus diplomas.  

E se você quer saber quem faz o Enade nos próximos anos, confira as listas dos cursos avaliados nos próximos ciclos:

Ciclo Avaliativo do Ano II (Adiado para 2021):

  • Bacharelados nas áreas de Ciências Biológicas, Exatas e da Terra, Letras, Artes e campos afins
  • Licenciaturas nas áreas de Ciências da Saúde, Humanas, Biológicas, Exatas e da Terra, Linguística, Letras e Artes
  • Bacharelados nas áreas de Ciências Humanas e Ciências da Saúde, com cursos no âmbito das licenciaturas
  • Cursos Superiores de Tecnologia nas áreas de Controle e Processos Industriais, Informação e Comunicação, Infraestrutura e Produção Industrial.

Ciclo Avaliativo do Ano III (Adiado para 2022):

  • Bacharelados nas áreas de Ciências Sociais Aplicadas e campos afins
  • Bacharelados nas áreas de Ciências Humanas e campos afins que não tenham cursos também avaliados no âmbito de licenciaturas
  • Cursos Superiores de Tecnologia nas áreas de Gestão e Negócios, Apoio Escolar, Hospitalidade e Lazer, Produção Cultural e Design.

Ciclo Avaliativo do Ano I:

  • Bacharelados nas áreas de Ciências Agrárias, Ciências da Saúde e campos afins
  • Bacharelados nas áreas de Engenharias e Arquitetura e Urbanismo
  • Cursos Superiores de Tecnologias nas áreas de Ambiente e Saúde, Produção Alimentícia, Recursos Naturais, Militar e Segurança.

Quem não precisa fazer Enade?

Como vimos, a prova é obrigatória para os alunos que estão concluindo sua graduação no ano em que o Enade avalia seu curso. Os alunos ingressantes nesses cursos também devem ser inscritos no Exame.

Quem pode ser dispensado do Enade?

Alunos ingressantes podem ser dispensados da realização do Exame. Mas cabe à IES consultar o edital do Enade de cada ano para confirmar essa informação.

a dispensa de alunos concluintes deve ser feita pelo próprio estudante ou pela IES, dependendo dos motivos da dispensa. Veja como é feito em cada caso:

  • Os alunos podem enviar sua solicitação de dispensa formal pelo Sistema Enade em caso de ausências motivadas por ordem pessoal ou compromissos profissionais. Independente da razão, ela deve ser comprovada por documentos.
  • Se a irregularidade é causada pela IES, a própria instituição, por meio do Coordenador de Curso, deve enviar o formulário de solicitação de dispensa pelo Sistema Enade.

Para se organizar e instruir seus alunos quando necessário, lembre-se de checar as datas e prazos do edital!

Como fazer a inscrição no Enade?

Já sabemos que a responsabilidade da inscrição é inteiramente da IES, certo? Pois bem, a instituição deve, obrigatoriamente, inscrever todos os alunos ingressos e egressos dos cursos avaliados no ano. Ou seja, tanto os calouros quanto os veteranos que estão se formando devem ser inscritos no Enade.

Lembre-se de conferir o edital do Exame para conferir as datas de inscrição e cada etapa do processo. E tenha em mente que a não inscrição ou não realização da prova deixa o aluno e a IES sujeitos a sanções.

Quando o edital do Enade 2021 será publicado?

O edital para o exame de 2021 já pode ser conferido aqui. Nele você conseguirá encontrar todas as informações de datas, além dos horários da prova, lista com os cursos que serão avaliados no teste deste ano, entre outras informações.

Como a prova do Enade é composta?

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes é composto por quatro partes:

  • Prova
  • Questionário do Estudante
  • Questionário de Percepção de Prova
  • Questionário do Coordenador de curso.


Apenas a prova é considerada para a nota e o Conceito Enade. Entretanto, as outras partes também são observadas pelo Inep e pelo MEC.

Sobre a prova, ela é composta por 40 questões, sendo:

  • 10 de formação geral, das quais 8 são de múltipla escolha e 2 discursivas.
  • 30 de conhecimentos específicos da área, sendo 27 de múltipla escolha e 3 discursivas. Essas questões geralmente envolvem estudos de caso e situações-problema.

Como funciona e para que serve o Questionário do Estudante?

O Questionário do Estudante é uma das partes que compõem o Enade. Ele tem como objetivo coletar informações sobre o perfil dos estudantes que estão participando e possibilitar uma melhor compreensão dos resultados do Exame. Com esses dados é possível também aprimorar os processos de avaliação das instituições de educação  superior.

O questionário é obrigatório e deve ser preenchido pelos estudantes no Sistema Enade. É a partir de sua resposta que os alunos conseguirão ver o local para realização da prova. No site do Inep, você pode conferir os questionários antigos. O estudante poderá responder o questionário a partir do dia 30 de agosto e terá até o dia 13 de novembro como prazo máximo.

O que é o Questionário de Percepção de Prova?

O Questionário de Percepção de Prova é respondido pelo estudante no dia do Exame, logo após terminar a prova. No questionário, o aluno responderá qual foi a sua compreensão da prova e como o seu curso ajudou na realização dela.

Como funciona o Questionário do Coordenador de curso?

O Questionário do Coordenador de Curso, como o próprio nome já diz, é respondido pelos coordenadores de cada graduação que está participando do Enade. O teste tem como objetivo coletar informações para caracterizar o perfil dos coordenadores e também para entender a realidade dos cursos e, assim, ter informações mais detalhadas sobre o resultado da prova.

As perguntas são de caráter socioeconômico, sobre processo pedagógicos, infraestrutura da IES e sobre o exercício da coordenação. O prazo para responder o questionário será do dia 16 ao dia 26 de novembro.

Qual é o modelo de questões do Enade?

O Enade é composto por questões discursivas e de múltipla escolha e, apesar de não ter nenhum edital oficial falando sobre o modelo de questões, é possível perceber um padrão analisando os exames passados. 

Características das questões Enade

  • Texto-base: item essencial para a formação de uma questão modelo Enade. Pode ser verbal ou não verbal, contendo imagens, tabelas e gráficos. A sua principal característica é apresentar a situação-problema da pergunta.
  • Enunciado: esse elemento vem logo abaixo do texto-base,  é ele que vai ordenar o que precisa ser feito pelo aluno. Por isso, precisa ser bastante claro, simples e assertivo.
  • Alternativas: as alternativas serão as possibilidades de resposta. É importante que não haja pegadinha nas opções e que elas também sejam objetivas. As respostas incorretas devem se destacar, não coloque alternativas parecidas que possam confundir o aluno.

Tipos de questões do Enade

  • Complementação simples: nesse tipo de questão, o enunciado terá alguma informação incompleta e as alternativas serão as opções para completá-lo.
  • Complementação múltipla: no modelo de complementação múltipla, terão afirmações de acordo com o que foi proposto no texto-base e enunciado. Assim, o aluno deverá escolher a que estiver correta.
  • Interpretação: nas questões de interpretação, o enunciado será composto por um texto que deverá ser interpretado pelo aluno, normalmente composto por gráficos, tabelas e quadros. Dessa forma, o estudante terá que interpretá-los para resolver o problema que foi apresentado.
  • Asserção-razão: nesse modelo, duas afirmações são propostas, assim o aluno analisa cada uma delas e depois faz uma comparação, analisando se há relação entre as duas.

Qual a importância do Enade para IES?

Muitas vezes, coordenadores de curso ou de IES podem encarar o Exame apenas como uma obrigação e não entendem a real importância do Enade para a instituição.

Para esclarecer essa questão, listamos abaixo algumas razões pelas quais o Enade é de suma importância para as IES. Confira:

1. Aprovação do MEC

Não podemos nos esquecer que o Enade é mais do que uma simples prova. Ele é, acima de tudo, um dos principais indicadores de qualidade do Ministério da Educação para o ensino superior brasileiro.

Se sua instituição não for bem avaliada, ela pode sofrer sanções negativas e diligências do MEC, chegando até a ser avaliada por comissões especializadas. E não para por aí: caso o Ministério conclua que a qualidade dos seus cursos está muito abaixo do esperado, você pode ter a suspensão do curso mal avaliado. O MEC pode suspender também as autorizações de novos cursos pela instituição.

Assim, uma boa avaliação no Enade é de extrema importância para que a IES mantenha seus cursos e tenha sua qualidade atestada pelo governo.

2. Captação de alunos

Os resultados do Enade podem influenciar e muito a escolha dos vestibulandos sobre em qual IES eles desejam entrar, uma vez que a grande maioria dos estudantes busca por um curso bem avaliado e uma IES com boa qualidade de ensino.

Dessa forma, contar com uma boa nota no Enade pode te ajudar na divulgação da sua IES e nas campanhas de captação de alunos! Além disso, uma nota alta pode garantir inclusive que sua IES receba menções em jornais e outras mídias locais e nacionais, uma divulgação orgânica que gera muita autoridade para a instituição.

3. Retenção de alunos

Além de conseguir novos estudantes, toda IES também se preocupa com a retenção dos alunos que já estão na instituição.

E uma avaliação negativa do Enade pode complicar as coisas nesse quesito, fazendo com que os índices de evasão escolar aumentem na instituição.

Afinal, ter uma IES mal avaliada no currículo pode prejudicar a inserção dos estudantes no mercado de trabalho. E para evitar isso, eles tendem a buscar formas de transferir para IES concorrentes com melhores avaliações.

Por outro lado, quando a IES tem uma boa nota no Enade, os alunos tendem a se manter na instituição e o relacionamento entre a instituição e os estudantes se fortalece.

Qual a importância do Enade para os estudantes?

A IES não é a única que sofre impacto da nota do Enade!

Como vimos, os alunos também se preocupam com as notas do Exame e os conceitos de sua instituição de ensino superior. Afinal, uma nota ruim pode impactar diretamente o futuro dos estudantes, seja no ingresso no mercado de trabalho, seja na escolha de qual IES um vestibulando deseja estudar.

Entretanto, o principal impacto na vida dos estudantes que fazem ou deixam de fazer o Exame está na conquista do diploma.

O Enade não exige uma nota mínima dos alunos que fazem o exame. Entretanto, caso um estudante inscrito não realize a prova, ele pode perder o direito ao seu diploma!

Por isso, é muito importante que a comunicação entre a IES e seus alunos seja clara e direta, para que os alunos e a instituição não sejam prejudicados na execução da prova.

O que mudou no Enade?

Todo ano, um novo edital do Enade é publicado e podem haver diferenças relevantes entre uma publicação e outra.

E em 2020, com a pandemia de coronavírus acontecendo, a data de realização do Enade do ano precisou ser alterada. Assim, em 8 de julho de 2021,  O Inep informou, por meio da Portaria MEC nº 494, que o ano II do ciclo avaliativo Enade, previsto para 2020, será aplicado em 2021. Abaixo você confere os principais pontos sobre o que mudou no Enade 2020 e 2021

Quando é a prova do Enade 2021?

A prova do Enade 2021 será aplicada em 14 de novembro de 2021, nos termos da Portaria MEC nº 494, de 8 de julho de 2021.

Tabela de cursos Enade 2021

Licenciaturas: Bacharelados: Cursos Superiores de Tecnologias:
Artes Visuais; 

Ciência da Computação; 

Ciências Biológicas; 

Ciências Sociais; 

Educação Física; 

Filosofia; 

Física; 

Geografia; 

História; 

Letras – Inglês; 

Letras – Português;

Letras – Português e Espanhol; 

Letras – Português e Inglês; 

Matemática; 

Música; 

Pedagogia; e 

Química; 

Artes Visuais; 

Ciência da Computação; 

Ciências Biológicas; 

Ciências Sociais; 

Educação Física; 

Filosofia; 

Física; 

Geografia; 

História; 

Letras – Inglês; 

Letras – Português;

Letras – Português e Espanhol; 

Letras – Português e Inglês; 

Matemática; 

Música; 

Pedagogia; e 

Química; 

Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas; 

Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação; e 

Tecnologia em Redes de Computadores.

Quem deve fazer o Enade 2021?

Devem realizar o Enade 2021 os alunos dos cursos avaliados nesta edição (conferir tabela acima) que tenham:

  • integralizado 80% ou mais da carga horária mínima do currículo, no caso de bacharelados e licenciaturas, e não tenham colado grau até o último dia do período de retificação de inscrições do Enade 2021, ou aqueles com previsão de integralização de 100% da carga horária do curso até julho de 2022;
  • integralizado 75% ou mais da carga horária mínima do currículo, no caso de Cursos Superiores de Tecnologia, e não tenham colado grau até o último dia do período de retificação de inscrições do Enade 2021, ou aqueles com previsão de integralização de 100% da carga horária do curso até julho de 2022;

Essas informações foram retiradas da Portaria MEC nº 494, de 8 de julho de 2020, conforme seu art. 7º. Os alunos ingressantes nesse curso também devem ser inscritos no Exame pela IES, mas podem ser dispensados da realização da prova.

O exame Enade 2021 é uma prorrogação da edição de 2020, em função da pandemia do covid-19. Isso pode causar certa confusão quanto aos alunos habilitados para realizar a prova, mas a Portaria MEC nº 494 sanou essas dúvidas.

De forma simples: devem realizar o Enade 2021 os alunos concluintes no ano de 2021, ou que tenham previsão de integralizar o curso até julho de 2022.

Os alunos concluintes no ano de 2020, que iriam realizar a prova se a pandemia não tivesse ocorrido, estão dispensados do Enade 2021, nos termos do art. 15, parágrafo único da Portaria MEC nº 494.

Quando sai o resultado do Enade?

Agora que já sabemos mais sobre o que é o Enade, sua importância para IES e para os alunos, e mais detalhes sobre a prova em si, que tal desvendarmos as informações sobre os resultados do Enade?

Os resultados Enade geralmente são publicados no ano seguinte à aplicação do teste. Ou seja, o resultado do Enade 2019 foi publicado em 2020.  Em 2020, como vimos, não houve Enade. Assim, o Enade 2021 terá seus resultados publicados em 2022, provavelmente.

E isso vale tanto para a publicação do conceito Enade das IES quanto das notas individuais dos alunos.

Após a divulgação dos resultados do Enade pelo Inep e pelo MEC, os grandes portais de notícia do país destacam as melhores e piores colocações em rankings.

O que é o Ranking Enade?

O Ranking Enade é uma lista das instituições de ensino superior. Elas são ordenadas segundo os resultados no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes. Muitas vezes, esse ranking também considera outros indicadores de qualidade do MEC.

Como introduzimos, os rankings costumam ser publicados por grandes portais de notícia, sejam locais ou nacionais. E o Conceito Enade do Ministério da Educação é levado em consideração para elaboração das listas.

Onde encontrar o conceito Enade?

Você pode verificar o Conceito Enade da sua IES e das instituições concorrentes em um dos sites oficiais do Ministério da Educação, o portal e-MEC.

Para consultar o conceito Enade mais recente de qualquer instituição, você pode fazer buscas textuais ou avançadas utilizando diferentes filtros.

Para fazer uma Consulta Textual por IES, você pode buscar uma instituição pelo seu código, nome ou sigla, categoria administrativa, organização acadêmica ou até mesmo pelos índices de CI, CI-Ead ou IGC. 

No caso da busca pelo Conceito Enade, pode ser mais interessante buscar por curso. E para fazer isso, você pode filtrar por código, nome do curso, gratuidade do curso, e índices como CC, CPC, IDD e até pela nota do Enade.

Como aumentar o conceito Enade da minha IES?

Sua IES não ficou tão bem posicionada no Enade como você gostaria? Calma, nem tudo está perdido! Você pode se preparar para obter uma nota ainda melhor no próximo ciclo de avaliações! 

Como vimos, o Conceito Enade é calculado considerando a média dos resultados individuais de seus alunos no Exame. Dessa forma, a única maneira de melhorar a nota no Enade em sua IES é investir na preparação de seus estudantes para o teste.

Mas, atenção: uma boa preparação para o Enade não pode nem deve ocorrer apenas nas vésperas das provas. Afinal, o Enade é um exame que considera o aprendizado e conteúdo de toda a graduação.

Dessa forma, os alunos devem ser preparados desde o início de seus percursos curriculares.

Continue a leitura e descubra algumas dicas para melhor preparar seus estudantes para o Exame!

Como preparar os alunos para o Enade?

Se você quer saber como preparar os alunos para o Enade, você está no lugar certo! Abaixo listamos algumas dicas práticas que você pode aplicar na sua IES para que seus alunos estejam bem preparados para o Exame. Confira:

1. Faça um planejamento estratégico

Como vimos, a preparação para o Enade não deve ser feita de forma corrida e imediatista. É necessário traçar um plano estratégico!

Esse planejamento deve considerar todo o percurso dos estudantes nos cursos, com ações desde o primeiro período, e terminando apenas após a conclusão da graduação pelos alunos.

Durante esses anos de formação, o aluno deve ser instruído sobre os diversos aspectos do Exame, desde seu funcionamento, tipos de questões e importância.

E, claro, os professores devem estar cientes das disciplinas que devem ser abordadas em classe, seguindo as diretrizes nacionais que são cobradas no Enade.

2. Foco na comunicação e engajamento

Uma comunicação clara e direta é essencial para que os alunos estejam conscientes sobre o Enade, sua importância e funcionamento.

Uma boa comunicação também auxilia na geração de engajamento dos alunos! Alunos engajados são mais curiosos, autônomos, comprometidos e produtivos. Assim, com ações de engajamento relacionadas ao Exame, você garante maior concentração e aprendizado dos alunos!

3. Faça Simulados do Enade

Os simulados são uma ferramenta valiosa para o aprendizado em diferentes contextos. E os simulados Enade, por sua vez, podem ser de grande auxílio para os estudos e fixação de conteúdos para os estudantes.

É recomendado que os simulados não sejam restritos apenas para os estudantes que vão realizar a prova, mas para um público mais amplo. Afinal, eles não auxiliam apenas na preparação do teste, mas no aprendizado em geral.

A vantagem de realizar simulados específicos do Enade é que, com eles, os alunos vão se habituando à linguagem, dinâmica, regras e tempo para realização das questões e já chegam no Exame preparados!

4. Conte com um bom banco de questões Enade

Um bom banco de questões do Enade pode garantir simulados cada vez mais precisos e eficientes.

Apesar do Exame Nacional não repetir com frequência suas questões, ter acesso e treinar com as perguntas já feitas no teste faz com que os alunos se acostumem com o tipo de problemas e conteúdos abordados, e, principalmente, com o raciocínio exigido. Além disso, você também terá acesso a questões novas, relacionadas ao edital do ano de avaliação.

As questões do banco do Enade não precisam ser aplicadas apenas em simulados, mas também em provas e atividades das disciplinas durante todo o percurso acadêmico dos estudantes!

E agora que você já sabe tudo sobre o Enade e sua importância para a IES, que tal saber como escolher o banco de questões ideal para sua instituição? Confira nosso artigo: Entenda o que é um banco de questões, como funciona e sua importância!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *